Cultura

Cachoeira já se prepara para o São João

O município de Cachoeira, no Recôncavo baiano, já trabalha na organização de mais uma grande festa junina. No palco da festa, trabalhadores dão os últimos detalhes na decoração.

A histórica cidade de Cachoeira, no Recôncavo baiano, distante 110 km de Salvador, promove um dos mais animados e concorridos festejos juninos do interior da Bahia. A charmosa cidade colonial é destino certo de milhares de turistas nessa época do ano para curtir o São João e a tradicional Feira do Porto, que reúne as mais autênticas manifestações populares regionais. A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo espera que este ano a cidade receba cerca de 60 mil visitantes nos dias de São João.

Na Feira do Porto, grandes atrações e artistas se revezam para animar o público durante os dias da festa. A Feira do Porto, como é realizada atualmente, começou na década de 70. O evento aproveita a tradição dos festejos juninos mantida pela população e agrega novos valores tornando-se assim uma importante atração turística para a cidade histórica, uma das mais antigas da Bahia tombada como Patrimônio Nacional, pelo Instituto do Patrimônio Histórico-IPHAN.

Os idealizadores do evento aproveitaram existência da feira de produtos típicos juninos, realizada na véspera do dia de São João- uma tradição secular- e contribuindo para sua revitalização. Em paralelo à feira, grandes shows na avenida localizada na margem do Rio Paraguaçu. Assim nasceu a Feira do Porto de Cachoeira, a primeira grande festa junina da Bahia, organizada pelo poder público e voltada para incrementar a economia local a partir dos valores culturais regionais.

Na Feira do Porto convive com o forró toda diversidade cultural de Cachoeira. Consta da programação da festa, grupos de samba de roda, bumba-meu-boi, quadrilhas juninas, tríduos em louvor a São João, casamento na roça, trança-fita e o folguedo Segura a Veia. Às margens do Rio Paraguaçu, além das atrações artísticas, são comercializados objetos de cerâmica dos oleiros da comunidade Maragojipinho, artesanato e dezenas de barracas comercializam comidas típicas juninas, a exemplo de pamonha, canjica, milho cozido, bolos de aipim, amendoim, a tradicional maniçoba(prato preparado à base de cachoeirana e os famosos licores de Cachoeira.

A programação do São João se estende até o dia 25 de Junho, data em que a população celebra a Independência de Cachoeira. Desde o ano passado, governo do Estado é transferido para Cachoeira no dia 25 de Junho em homenagem à participação dos cachoeiranos nas lutas pela Independência da Bahia e do Brasil.

COMO CHEGAR:

ACESSO RODOVIÁRIO:

Saindo de Salvador pela BR-324, são 59 km até o entroncamento da BR- 420, percorrendo mais de 11 km em direção a Santo Amaro; daí segue-se para cidade de Cachoeira pela mesma Br-420 por mais 38 km. São boas as condições da pista. Outra opção é pela BR- 101, ligando Cachoeira a Feira de Santana e cidades do sul do Estado. Diariamente partem ônibus da Estação Rodoviária de Salvador para Cachoeira. A empresa que opera a linha é Transporte Santana. Outra Opção é Empresa de Transporte Jauá, que faz a linha Salvador/Maragojipe via Cachoeira.

ACESSO HIDROVIÁRIO:

A viagem é feita pelo Rio Paraguaçu, navegável de sua foz até Cachoeira, com trechos de belíssimas paisagens, principalmente o lagamar do Iguape.

O transporte é feito por meio de agências de viagens, em lanchas e escunas, via Cachoeira/Salvador.

ONDE FICAR:

Pousada do Convento – Inocênio Boaventura (75) 3425-1365

Hotel Fazenda Vila Rial (75) 3602-4600

Pousada la Barca (75) 3425-1104

Pousada do Guerreiro (75) 3425-1104

Pousada da Ajuda (75) 3425-5278

Pensão Tia Rosa

ONDE COMER:

 Pousada do Convento – Inocêncio Boaventura

Restaurante Beira-Rio – Rua Paulo Filho

Nair – Rua 13 de Maio

Doces e Delícias – Praça 25 de Junho

Baiana´s Point Antiga Companhia de Navegação Baiana

Pizzaria Shambalah – Praça da Aclamação

Resort Vale das Cachoeiras – Rua Dr. Vacarezza, Pitanga

Mercado Municipal – Praça Maciel – Durante o dia.

OPÇÕES DE PASSEIOS:

Citytour pelos centros históricos com visita aos principais monumentos como a Casa de Câmara de Cadeia Pública, Museu Regional, Casa Ana Nery,Chafariz Imperial, Santa Casa de Misericórdia, Museu e galeria da Fundação Hansen Bahia, Capela d’Ajuda.

Visita aos ateliês dos artistas cachoeiranos Fory, Louco Filho, Doidão, Dory, Mimo, Centro de Cultura e Arte. Não é preciso carro para fazer esse roteiro.

As igrejas do Carmo, Matriz e Rosarinho foram restauradas pelo Programa Monumenta. O turista também pode optar por um passeio de barco pelo Rio Paraguaçu até o Lagamar do Iguape. O preço é acertado com os donos das embarcações no cais do porto.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

O Portal Interior da Bahia foi criado para possibilitar maior espaço para as notícias dos municípios baianos, com abrangência em todo o Estado e sobre gêneros variados.

Copyright © 2015 InteriorDaBahia.com.br Jornalista Responsável - Evandro Matos DRT/BA N° 2.591 - (75) 9181-8560 - contato@interiordabahia.com.br

To Top