Política

Santaluz – Encontro lança Geddel

O 4º Encontro Regional do PMDB, realizado neste final de semana no município de Santaluz, na região sisaleira, superou as expectativas. O minstro Geddel Vieira Lima e o prefeito de Salvador, João Henrique, foram as estrelas do evento.

Coordenado pelo presidente estadual, Lúcio Vieira Lima, o evento aconteceu no Sisal Clube, em Santa Luz, em prosseguimento sobre a consulta às bases para o partido tomar o seu rumo nas eleições de 2010.

Como aconteceu em Salvador, Itapetinga e Jacobina, o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, e o prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro, foram as grandes estrelas deste encontro, que contou também com a presença de deputados federais e estaduais, prefeitos, vices, vereadores, lideranças e filiados dos municípios de Araci, Barrocas, Biritinga, Candeal, Capela do Alto Alegre, Cansanção, Conceição do Coité, Ichu, Itiúba, Lamarão, Monte Santo, Nordestina, Nova Fátima, Pé de Serra, Queimadas, Retirolândia, Riachão do Jacuípe, São Domingos, Serra Preta, Serrinha, Teofilândia e Valente.

O ministro Geddel Vieira Lima desembarcou às 10h30 no aeroporto de Valente acompanhado do prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro, do presidente estadual do PMDB, Lúcio Vieira Lima, do secretário da Prefeitura de Salvador, Fábio Mota. Eles foram recepcionados por lideranças do PMDB da região, pelo prefeito do município, Ubaldino Amaral (PTC), e pelo petista Ismael Ferreira. O ministro foi recebido com aplausos e várias faixas. A sua chega da Santaluz aconteceu por volta das 11h, onde novamente foi recebido com festa e fogos de artifícios.

Embora não tenha falado em candidatura ao governo estadual, o ministro Geddel Vieira Lima deixou claro que continua aberto ao entendimento, mas exigiu clareza nas conversas. O ministro ressaltou, entretanto, que é o seu partido que vai decidir, e confirmou que terá disposição de disputar o governo se esta for a decisão do PMDB. “A criança tem nove meses para nascer e não precisa ter pressa”, sentenciou.

Para o anfitrião do encontro, deputado estadual Joélcio Martins, que já foi prefeito de Santaluz em dois mandatos, o encontro foi muito importante. “Este evento superou a edição de Jacobina, pois fizemos uma mobilização junto aos diretórios e as comissões provisórias nos municípios, e vieram decididos que o partido deve ter candidatura própria ao governo do estado”, declarou. Joélcio disse ainda que, em caso de Geddel decidir ser candidato ao governo, “eu quero que o lançamento da campanha seja aqui em Santaluz”.

O prefeito de Salvador, João Henrique, voltou a criticar o comportamento do PT nas eleições de 2004 e 2008, e disse que “não há dúvida que, em 2010, mais uma vez, o coração irá derrotar a estrela”. O peemedebista tem comparecido a todos os encontros do seu partido no interior, o que confirma a sua vontade de disputar um cargo numa chapa majoritária na próxima eleição.

O encontro

A programação do encontro foi aberta pelo coordenador, professor Domingos Santana, que convocou o secretário do partido Genebaldo Correia para abrir os debates. Diversas lideranças usaram da palavra e a tônica, novamente, foi o lançamento do nome do ministro Geddel Vieira Lima para o governo do Estado.

O vereador Paulo Sérgio Alves Crespo de Souza, de Santaluz, disse que o município necessita de muitas ações e que a candidatura de Geddel ao governo é a esperança dos luzenses. “Queremos um estado produtivo, pois estamos carentes de saúde, educação, segurança e muito mais. Nós só tínhamos alegria quando o PMDB governava nossa terra”, declarou o vereador.

 Quem falou também foi Ranulfo Gomes, que luta por uma nova eleição ou a posse do segundo colocado em Cansanção. “Caso haja outra eleição, eu quero o PMDB da região nos ajudando”, pediu Ranulfo. Fábio Mota, secretário de Serviços Públicos da Prefeitura de Salvador, disse conhecer a história do PMDB na região. “O MDB teve Joélcio como prefeito no período da ditadura. É, portanto, uma referência e exemplo para a região”, declarou.

O encontro atraiu também prefeitos de outros partidos, como Maria Edneide Pinho (Nenca), prefeita de Araci, do Democratas. Ela defendeu uma aliança do PMDB com o seu partido em 2010. “Entendo que é muito forte uma coligação entre Geddel e Paulo Souto”, defendeu.

Programados para acontecer em cerca de 20 cidades-pólo, abrangendo militantes de todos os 417 municípios baianos, o próximo encontro será no próximo domingo (14), na cidade de Valença

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: