Meio Ambiente

Especial – BR-324 pode não suportar

A BR-324, trecho Feira-Salvador, o mais movimentado da Bahia, pode não suportar o grande fluxo de veículos que volta à capital baiana depois do São João. Desde esta quarta-feira (24) que o movimento é intenso.

As chuvas que voltaram a cair em Salvador e em outras regiões do estado já dão um sinal de como vai ser o período de São João, quando milhares de pessoas deixarão a capital baiana em direção ao interior. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, cerca de 80 mil veículos deverão trafegar diariamente sobre a BR-324 no trecho Salvador-Feira de Santana. Como nos anos anteriores, os engarrafamentos gigantescos serão inevitáveis.

O grande fluxo de veículos deverá colocar uma forte pressão sobre as rodovias que cortam o Estado, e o caso da BR-324 é o mais preocupante. Completamente esburacada no trecho Salvador-Feira, o mais movimentado da Bahia, é bem provável que a pista não suporte o número de veículos que vai trafegar sobre ela. Além dos buracos, a estrada está com péssima sinalização, com o mato encobrindo a visão dos motoristas, placas caídas e apagadas, e o acostamento mal conservado.

Essa situação, além de provocar engarrafamentos gigantescos, também poderá provocar várias colisões de veículos e estouro de pneus, colocando em risco a vida de milhares de pessoas. Segundo cálculos da Polícia Rodoviária Federal, os motoristas deverão gastar uma média de até seis horas numa viagem entre Salvador-Feira de Santana, o que normalmente é feito em, no máximo, 1 hora e 30 minutos. 

Não por outro motivo, A Polícia Rodoviária Federal já se antecipou, alertando sobre essa situação. A sugestão é que os motoristas que vão para as regiões norte e nordeste optem pela BA-093, que liga Camaçari a Alagoinhas. Para quem vai para as regiões sul e sudoeste, o ideal é usar o sistema ferryboat, seguindo por Santo Antônio de Jesus. Mas essa orientação pode não surtir o efeito desejado, já que todas as estradas baianas deverão atrair um grande número de veículos durante o São João.

Por outro lado, para a operação São João a Agerba duplicou o número de horários dos ônibus, colocando vários linhas extras para as diferentes cidades do interior. Hoje, restam poucas vagas para quem ainda não comprou passagem. As cidades mais procuradas são Amargosa, Cachoeira, Cruz das Almas, Esplanada, Senhor do Bonfim e Feira de Santana. 

Privatização terá audiência em Amélia Rodrigues

O deputado Eliedson Ferreira (DEM), presidente da Comissão de Defesa do Consumidor e Relações de Trabalho, em sessão conjunta com a Comissão de Infra-estrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo, decidiu tratar da privatização da BR-324 em audiência pública a ser realizada no próximo dia 7 de agosto na Câmara de Vereadores da cidade de Amélia Rodrigues.

Ontem, na Assembléia Legislativa, ele debateu a situação precária da rodovia numa reunião que contou com a presença do superintendente do Dnit, Saulo Pontes, e representantes da Top Engenharia, responsável pela recuperação da pista. “Avançamos no sentido de que a BR-324 passe por uma ampla reforma, antes mesmo do processo de privatização, que merecerá uma audiência específica junto às comunidades que são diretamente beneficiadas pela rodovia”, enfatizou Ferreira.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: