Política

TCM condena prefeito de Macaúbas

Em sessão realizada nesta terça-feira (16/06), o pleno do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) acatou parcialmente o pedido de reconsideração do prefeito de Macaúbas, Amélio Costa Júnior, e reduziu o valor da multa de R$ 4 mil para R$ 2 mil, mas manteve o ressarcimento de R$ 6,2 mil e encaminhamento de representação ao Ministério Público imputados ao gestor.

Amélio Costa Júnior foi responsabilizado pela contratação da empresa Construtora Pai & Filho Ltda., que à época tinha em seu quadro sócio-gerencial a servidora municipal Jucélia Araújo Souza; e pela ausência dos elementos justificadores para o pagamento de R$ 6.298,04 em favor do médico Walter Luiz Caires Bittencourt para prestação do serviço de transporte e coleta de entulho, mesmo não sendo proprietário ou sócio de empresa no referido ramo.

To Top
%d blogueiros gostam disto: