Cultura

Artistas lotaram arraiá de Humildes

As bandas Cavaleiros do Forró e Arreio de Ouro e os forrozeiros Adelmário Coelho e Flávio José foram os destaques do São Pedro de Humildes. E o público se divertiu pra valer.

As bandas Cavaleiros do Forró e Arreio de Ouro confirmaram as expectativas ao lotarem os mais de 300 metros de avenida na última noite do São Pedro de Humildes. Mais de 60 mil pessoas se divertiram até as primeiras horas da manhã desta segunda-feira (29) e ratificaram o que foi constatado nos dois primeiros dias da festa: um arraiá lotado de forrozeiros.

A noite também foi animada pelas bandas Marrom Glacê, Capim Molhado, Zé Augusto e Junior, Rayla, Delírios do Olhar, Forró da Vaqueirama e Garota Fatal. A Cavaleiros é uma das bandas mais tocadas no Nordeste no período junino, mas a presença da banda potiguar ao longo do ano também é expressiva. Em Humildes, ela mostrou toda a sua competência para animar a multidão. Sua especialidade é vaneirão, forró eletrizado e o forró trieletrizado. Eliza, Ramon e Jailson dão conta do recado. A troca de energia foi intensa e a resposta do público foi imediata.

A pernambucana Arreio de Ouro também é eclética. Toca do vaneirão ao forró de vaquejada, passando por xote e o forró elétrico. A banda apresentou-se pela primeira vez no São Pedro de Humildes. E o sucesso, pela resposta do público, foi grande. Acostumado a tocar para multidões, em Humildes a Arreio de Ouro encontrou milhares de forrozeiros dispostos a curtir com intensidade até os últimos minutos do grande São Pedro.

 

Calypso e Adelmário Coelho

O calor humano, embalado pelo forró, esquentou a primeira noite de shows do São Pedro de Humildes, na madrugada de sábado (27). A Banda Calypso e o cantor Adelmário Coelho marcaram a animação, atraindo milhares de pessoas para a festa. Honrando a expectativa de grupo mais aguardado, a Banda Calypso abriu a noite cantando “Minha Vida”, acompanhada em coro pelo grande público. A banda trouxe para o palco antigos e novos sucessos.

Com ritmo frenético e eletrizante a banda comandada por Joelma e Chimbinha levou a multidão ao delírio, enquanto as bailarinas arrancaram suspiros do público com coreografias bem quentes. A animação foi a mesma do inicio ao fim, deixando na platéia o gostinho de quero mais.

O agito continuou madrugada adentro com o show do forrozeiro Adelmário Coelho, que apresentou para a platéia seu mais novo trabalho e antigos sucessos, que o consagrou como um dos maiores intérpretes do autêntico forró pé-de-serra. Canções que são um verdadeiro convite a um passeio à mais autêntica cultura nordestina, além de fazerem referência à sua paixão pela Bahia.

A noite também foi marcada pelas apresentações da Banda Beijo Roubado e do cantor Del Feliz. Já no palco alternativo as apresentações ficaram por conta das duplas Zé Augusto e Júnior e Asa Filho e Neném do Acordeom, dos cantores Jurandir da Feira, Sandro de Castro e da Banda Xote Garoto. A abertura da festa foi acompanhada pelo prefeito Tarcízio Pimenta.

 

Flávio José emocionou

Com uma temperatura amena em noite de inverno e o palco quente, o cantor Flávio José mostrou para mais de 50 mil pessoas, na segunda noite do São Pedro de Humildes, porque é o grande nome do forró autêntico. Ele cantou antigos e novos sucessos e, no final, cantou músicas que normalmente são ouvidas em eventos religiosos. Emocionou.

Em nova fase, Flávio José define o momento como de contrição. Ele estimula os fãs a lerem a bíblia e se voltar mais para as questões espirituais. Pediu aos jovens que respeitassem pais e mães e desarmou quem estava com o espírito mais agressivo.

Quem conhece o cantor paraibano sabe que da sua sanfona de 120 baixos e da sua garganta potente apenas sai qualidade. São músicas que falam do amor, da caatinga, do bucolismo sertanejo, da vida, paixão, alegria e tristeza. Do passado e do presente, com forte presença no futuro. Ninguém fica indiferente a uma apresentação de Flávio José. O reencontro com o São Pedro de Humildes, depois de três anos de ausência, foi em grande estilo.

O brilho da Rainha e princesas

A rainha do São Pedro de Humildes, Helen Santana, foi coroada pelo prefeito Tarcízio Pimenta, mas a faixa lhe foi entregue pelo vereador Zé Curuca. As faixas para as princesas Gleiciane Brito e Lisandra Costa foram entregues, respectivamente, pela primeira-dama, Graça Pimenta, e pelo ex-deputado federal, Jairo Carneiro.

Tarcízio Pimenta disse que os resultados iniciais do São Pedro do distrito são animadores. Para ele, que prometeu tornar a festa cada vez mais forte, é dever do poder público, dentro das suas possibilidades, apoiar os festejos populares. “Não apenas estamos valorizando as tradições, mas fortalecendo-as, para que as futuras gerações as tenham com esta mesma intensidade”, afirmou.

 

São Pedro de Bonfim e Jaíba foram animados

Moradores e visitantes lotaram as praças dos distritos de Bonfim de Feira e Jaíba, onde também foram promovidos os festejos de São Pedro. A festa foi encerrada nas primeiras horas da manhã do último domingo (28).

Em Bonfim, a animação dos forrozeiros, na última noite, ficou sob a responsabilidade de Me leva que eu vou, Arame Farpado, Xote Colado, Acarajé com Camarão e Cheiro de Forró. E em Jaíba, Léo e seus teclados, Filomena Bagaceira, Rala Fivela e Novo Desejo.

Informações: Ascom Feira.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: