Polícia

Santaluz- César lê manifesto no Senado

Após visitar várias cidades do interior baiano durante o período junino, o senador César Borges (PR) disse nesta terça-feira (30) no Senado que a música que mais ouviu foi a reclamação sobre a falta de segurança pública e o crescimento da criminalidade no Estado.

Borges leu no Senado uma manifestação de repúdio dos vereadores do município de Santaluz, localizado no semi-árido baiano, dirigida contra o governador Jaques Wagner sobre a situação da segurança no município. Ele revelou que em todos os municípios ouviu a mesma queixa.

“Visitamos diversos municípios e de modo geral o que a Câmara Municipal de Santaluz retrata é a situação de insegurança na maioria das cidades baianas”, afirmou César Borges. No manifesto, os vereadores descrevem a falta de “viaturas, agentes, escrivães, combustível, material de consumo e limpeza”, carência que afeta também a Polícia Militar.

Segundo os vereadores, a situação de calamidade levou ao crescimento de crimes na região em geral, como assaltos, tráfico, estupros e arrombamentos. César Borges lamentou que a situação da Segurança Pública tenha chegado a tal degradação. “Infelizmente, somente nos três primeiros meses desse ano foram 502 mortes por arma de fogo”, afirmou.

Segundo ainda o senador, “nunca houve uma situação tão dramática na Região Metropolitana de Salvador, onde a cada final de semana ocorrem 10 a 15 assassinatos”. Ele teme que “em pouco tempo as milícias estejam nos bairros (para oferecer segurança)”, diante da violência atual.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: