Polícia

Corregedoria faz inspeção no Semiárido

Serra Preta e Ipirá são as duas primeiras cidades a receber a visita da Corregedoria das Comarcas do interior na região. Corregedores irão identificar demandas e buscar providências.

Começou hoje pelas comarcas de Serra Preta e Ipirá a série de visitas de inspeção que a Corregedoria das Comarcas do Interior fará pela Região Semiárida. A corregedora Maria José Sales Pereira e o juiz corregedor  Maurício Lima de Oliveira estão sendo acompanhados por técnicos do Ipraj na identificação das demandas e na adoção de providências, especialmente no que se refere ao andamento dos processos, com fixação de prazos para as audiências e as sentenças, e ao cumprimento de provimentos da Corregedoria.

A desembargadora Maria José Sales Pereira reuniu-se com os juízes diretores dos fóruns, Humberto Nogueira e Roberto Costa, e, em Serra Preta, comarca da entrância inicial com um dos cartórios vagos, os servidores quiseram saber sobre o pagamento de substituições. Ela esclareceu que, por conta da crise econômica mundial e da queda de arrecadação do Governo do Estado, não há previsão para a regularização e o pagamento retroativo dos servidores que estão acumulando funções ou substituindo.

Já na Comarca de Ipirá, que também atende ao município de Pintadas e tem cerca de 11 mil processos em tramitação, a corregedora inspecionou os dois Juizados, duas Varas e  três cartórios extrajudiciais que funcionam no Fórum Prof. Junqueira Aires. Cerca de 30 servidores ouviram esclarecimentos sobre assuntos como  arquivamento de processos findos, implantação do ponto eletrônico e o que fazer em caso de processos conclusos em que a parte não fez o recolhimento das custas. Também reivindicaram medidas para garantir a segurança do fórum, o envio de nobreaks e o pagamento de substituições. 

Para o juiz Roberto Costa, a visita demonstra o interesse do Tribunal de suprir as necessidades do interior, “o que vai se refletir no atendimento da população e no cumprimento das metas do CNJ”.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas