Meio Ambiente

Água para Todos chega a Serrolândia

Município de Serrolândia recebeu um Sistema de Abastecimento de Água (SSA) no seu aniversário de 47 anos de emancipação política .

Andar cerca de cinco quilômetros todos os dias para chegar à barragem e voltar para Alto do Coqueiro, distrito da cidade de Serrolândia, com quanta água pudesse carregar. Esta era a rotina da produtora rural Marta Santos para poder cuidar de sua casa e de seus dois filhos. Nesta quinta-feira (23), dia do aniversário de 47 anos de emancipação política do município, o governador Jaques Wagner presenteou a cidade com a inauguração de um Sistema de Abastecimento de Água (SAA) que vai mudar a vida de cerca de 800 moradores das comunidades de Algodões, Caxingó, Amarante e Várzea Danta, que passavam pelas mesmas dificuldades de Marta.

Na ocasião, Wagner assinou também a autorização para a construção de um Sistema Integrado de Abastecimento de Água (SIAA) que vai beneficiar mais 640 moradores das localidades de Coqueiro, Várzea Bonita, Várzea do Uruçú, e Pé do Morro, em Várzea do Poço. Além do que estava previsto, o governador fez uma surpresa para a população, incluindo as ligações das cidades de Serrolândia e Várzea do Poço às obras da BA-417, que deve ficar pronta até o final de agosto.

“É uma felicidade ter água encanada. Agora, vamos pagar uma conta pequena e não vamos mais ter problema de falta de água”, comemorou Marta. Morioneide Calixto, 44 anos, também cria seus filhos buscando água na cisterna ou na barragem. “Quando vem a seca, quem pode paga por um caminhão de água. Quem não pode, vai buscar longe. Agora, vamos ter água tratada e a saúde de nossos filhos vai ser melhor”, afirmou.

O governador disse que os sistemas de abastecimento são obras muito importantes e que só quem não tem água em casa consegue compreender. Para ele, não adianta construir hospitais e postos de saúde se não houver água de qualidade. “As crianças acabam adoecendo novamente, por falta de água tratada e saneamento”, afirmou.

Desenvolvimento econômico

Ele relacionou também as obras ao desenvolvimento econômico da cidade. “Toda vez que você traz água, saneamento, saúde, educação e outras coisas para a cidade, é um incremento também para a economia, pois os empresários, antes de realizarem seus investimentos, procuram saber o que cada localidade tem para oferecer para o crescimento de sua empresa”.

O SAA conta com 12,5 mil metros de tubulações assentadas, totalizando um investimento de cerca de R$ 200 mil. Já o SIAA vai captar a água por uma adutora da Embasa e levá-la até 152 ligações domiciliares, por 20,7 mil metros de tubulações. Os dois sistemas são parte do Programa Água para Todos e estão sendo implantados pela Companhia de Engenharia Ambiental do Estado da Bahia (Cerb). As duas obras juntas somam cerca de R$ 800 mil.

AGECOM

To Top
%d blogueiros gostam disto: