Meio Ambiente

IBGE: situação do S. Franciso é ruim

A Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco está em uma situação preocupante, aponta um estudo do IBGE. Segundo o estudo, queimadas, desmatamentos e erosões contribuem para essa atual situação, que suscita urgente revitalização.

O IBGE acaba de publicar um diagnóstico preocupante sobre a situação em que se encontra a Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, mostrando que a área de influêncoa do chamado “rio da integração nacional” sofre com processos que vão do desmatamento, queimadas, assoreamento, uso inadequado do solo, erosão à exploração de minérios sem qualquer controle. O estudo mostra, ainda, que a construção de hidrelétricas e canais de irrigação reduziu a vazão do rio, afetando a pesca extrativista na região.

Com 78% da sua área usada para projetos de irrigação, a bacia, de acordo com o instituto, está sendo degradada pela instalação de projetos agrícolas e industriais sem infra-instrutora adequada e o aumento populacional no entorno. E aí entra outra séria preocupação, externada pelos técnicos do IBGE que coordenaram o estudo: a necessidade, urgente, que se desenvolva um trabalho sério e profundo para a revitalização do Rio São Francisco, ao longo de todo seu curso, antes de se pensar no projeto de transposição.

Como no Brasil seria estranho se fosse diferente, o projeto que prevê a transposição das águas já está em andamento e, de acordo com o governo, as obras seguem em ritmo acelerado. É um megaprojeto, com custo estimado em R$ 5 bilhões, mas isto não impede o empenho do governo em concluí-lo o mais rápido possível. 

Quanto à revitalização, que pode ser feita com vários pequenos projetos e custos infinitamente menores, alguns projetos foram anunciados, mas não encontram a mesma receptividade nem o mesmo empenho da megaobra da transposição.

To Top
%d blogueiros gostam disto: