Economia

Ilhéus – Aeroporto terá voos noturnos

Atendendo a uma determinação do Governo Federal, o secretário de Aviação Civil do Ministério da Defesa, brigadeiro Jorge Godinho, anunciou que a partir de outubro será permitida a volta dos voos noturnos ao aeroporto de Ilhéus.

A decisão restabelece a normalidade do seu funcionamento, interrompida desde setembro de 2007. Ela aconteceu após reunião realizada nesta sexta-feira (24) na Secretaria de Aviação Civil do Ministério da Defesa, em Brasília, da qual participaram, além do brigadeiro, o secretário estadual de Turismo Domingos Leonelli, os representantes da prefeitura de Ilhéus, o secretário de Desenvolvimento Econômico Alfredo Landim e a deputada estadual Ângela Sousa.

A convocação da reunião foi decidida durante encontro, na segunda-feira (20), entre o presidente Lula, o governador Jaques Wagner e o comandante da Aeronáutica Juniti Saito, realizada no Gabinete da Presidência, no Centro Administrativo do Banco do Brasil.

Na ocasião, Wagner apelou ao presidente Lula e ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, por uma solução técnica para que os voos noturnos fossem restabelecidos imediatamente. O governador alegou que os 67 obstáculos apontados como motivos da suspensão dos voos não existiam desde o início do ano, ou seja, foram retirados e não havia mais o que justificasse a proibição.

Segundo Wagner, o município não tinha mais como suportar a falta dos voos noturnos e os prejuízos incalculáveis para a economia e o turismo de Ilhéus. O brigadeiro Jorge Godinho ouviu as reivindicações das partes e, após consultas ao brigadeiro Ramon, do Gcea, à Infraero e à Anac, determinou as mudanças de procedimentos de pouso e decolagem como forma de viabilizar a aterrissagem noturna na pista do aeroporto Jorge Amado.

Segundo Leonelli, técnicos do Departamento de Controle Espaço Aéreo Decea irão à cidade para determinar as novas normas de procedimento técnico para que as companhias reorganizem suas malhas para a região. As alterações serão efetivadas a partir de outubro após a elaboração de uma nova Notam (Notificação de Tráfico Aéreo).

Segundo o brigadeiro Godinho, a mudança de procedimentos será alterada de forma a permitir um novo planejamento na aproximação das aeronaves da pista de pouso do aeroporto Jorge Amado. “Serão novos procedimentos técnicos de aproximação da pista com toda a segurança exigida”, garantiu.

A deputada Ângela Sousa e o secretário Alfredo Landim ressaltaram os prejuízos econômicos. Segundo eles, a queda no movimento em razão da perda dos voos acoplada à crise financeira internacional, resultou em perdas econômicas significativas para o Pólo de Informática de Ilhéus, cuja receita caiu de R$ 2 bilhões para R$ 1 bilhão, além da queda sensível no número de turistas e no movimento do Centro de Convenções de Ilhéus.

Segundo o empresário Luigi Massa, que também preside a Câmara de Turismo da Costa do Cacau, essa retomada de operações do aeroporto pode garantir melhorias para o setor em um curto prazo. “Aliada à chegada da alta estação, essa nova resolução nos enche de otimismo, pois não só o turismo como a indústria e outros negócios na cidade também foram afetados”, afirmou.

To Top
%d blogueiros gostam disto: