Política

Bonfinense pode assumir ministério

A disputa pela vaga do ministro das Relações Institucionais, José Múcio (PTB), está aberta. Múcio deve ser nomeado para o Tribunal de Contas da União (TCU). O líder da bancada do PT na Câmara, o bonfinense Cândido Vaccarezza (SP), é um dos favoritos para ocupar o cargo.

A vaga está sendo o centro do tabuleiro do governo Lula para dois jogos distintos. Além de equilibrar as forças políticas que apóiam o governo e que se tornam cada vez mais exigentes à medida que a eleição se aproxima; tem ainda o objetivo de trazer para o palco político novos personagens que estão ocupando o vácuo de velhos líderes atropelados por escândalos.

Disputam a vaga de José Múcio, o PT, alegando que é o partido de Lula; o PMDB, por ter a maior bancada e as presidências da Câmara e do Senado; e o PTB, que só tem esse ministério. O PMDB já tem seis ministérios e ainda deverá abocanhar a vaga de vice na chapa de Dilma – que pode ficar com o presidente da Câmara, Michel Temer, ou com o ministro das Comunicações, Hélio Costa.

Na disputa, até agora, vence o PT. E um PT específico, ligado à ex-ministra do Turismo Marta Suplicy. O nome mais forte para o cargo é o do líder da bancada petista na Câmara, o bonfinense Cândido Vaccarezza (SP), natural do distrito de Carrapichel, que está em ascensão na bancada. O PTB, nesse caso, voltaria a ocupar o Turismo, que perdera para Marta.

Já o PMDB pressiona para comandar a articulação política, mas, na verdade, para negociar a participação de um dos seus nas reuniões de coordenação presididas por Lula. O nome da preferência do partido na Câmara é do ministro da Integração, Geddel Vieira Lima.

To Top
%d blogueiros gostam disto: