História

Diocese de Bonfim festejou os 75 anos

A festa pela passagem do Jubileu da Diocese de Senhor do Bonfim chegou ao seu grande dia comemorativo, no último domingo (2), levando o Estádio Pedro Amorim a receber uma superlotação inédita. Nem as pancadas de chuva dispersaram a concentração.

Milhares de fiéis portando bandeirinhas, em traje característico de grupos militantes da fé, depois de superlotar o espaço regulamentar de cinco mil pessoas se excederam em grandes aglomerações pelo gramado e laterais do campo de jogo, onde foi armado o grande palco. Todas as ruas próximas ao local foram interditadas ou tomadas pelo volume de veículos procedentes, em boa parte, de municípios da área diocesana.

A missa campal, momento maior da celebração católica, teve a participação de altas autoridades eclesiais, a exemplo do Cardeal dom Geraldo Magella Agnelo, arcebispo de Salvador e primaz do Brasil; do Núncio Apostólico de Brasília, dom Lorenzo Baldisseri; do arcebispo de Feira de Santana, Dom Itamar Vian; os bispos de Petrolina, Serrinha e Paulo Afonso; e do Padre Virgílio Antunes, de Portugal, que trouxe a imagem de Nossa Senhora de Fátima como presente para a diocese jubilar de Senhor do Bonfim.

Banda de musica, coral com mais de 50 figurantes e locais cobertos especialmente para abrigar delegações deram a tonalidade e o clima natural como nos grandes eventos religiosos. “Por mais que achemos normal, uma festa dessa não deixa de nos surpreender”, disse o padre André, pároco de Senhor do Bonfim. O Padre João, de Filadélfia, na função cerimonial de Comentarista, ocupou o púlpito representativamente em instantes de auge do Jubileu e exaltou “a comunhão do povo de Deus” da Diocese jubilar.

Fé e política

Os prefeitos Paulo Machado, de Senhor do Bonfim, Iraci Araújo, de Campo Formoso, Argileu Lima, de Andorinha, Roberto Carlos, de Antonio Gonçalves, Antonio do Terço, de Jaguarari, Cecília Petrina, de Itiuba, João Luiz, de Filadélfia, Anderson Luz, de Ponto Novo, e Hélio Palmeira, de Pindobaçu, também participaram da solenidade religiosa.

As paróquias da Diocese se fizeram presentes com seus párocos e caravanas. A igreja diocesana desfilou paramentada e se mostrou “presente e una”, na palavra de D Francisco Canindé, ao considerar a grandiosidade do Jubileu. O encerramento se deu à noite, com a cantora Ziza Fernandes interpretando sucessos musicais clássicos do repertório religioso atual e da equipe do padre Fabio de Melo.

To Top
%d blogueiros gostam disto: