Polícia

Ilhéus – Empresários do Pólo de Informática são denunciados pelo MPF

Ministério Público Federal denuncia empresários por sonegação fiscal de mais de R$ 200 milhões.

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou os empresários Georges Campbell Saint Laurent III e William Crane Saint Laurent, proprietários da Bahia Tecnologia Ltda. (Bahiatech) e Microtec, donos de duas empresas que funcionavam no Pólo de Informática de Ilhéus. Além deles, o diretor da empresa, Marcos Lima Vieira, também foi denunciado com base em uma fiscalização realizada pela Receita Federal referente aos exercícios de 1995 e 1997.

Segundo o MPF, o grupo cometeu crimes contra a ordem tributária, sonegando impostos acima de R$ 276 milhões, em valores atuais. Os esquemas atingiam os diversos impostos, de modos diferentes. O resultado das operações fraudulentas era a diminuição substancial da carga tributária.

Dentre alguns modos que apontou as investigações, o grupo emitia falsas informações na escrituração contábil. Os impostos que eram cobrados nas notas fiscais eram superiores aos valores transcritos nos livros fiscais. E havia emissão de notas fiscais de entradas de produtos jamais existentes.

Em outra denúncia, o MPF aponta irregularidade na aplicação de empréstimo feito junto ao Banco de Desenvolvimento do Estado da Bahia (Desenbanco), atual Desenbahia. O empréstimo realizado em 1996, no valor de R$ 845,5 mil, não foi aplicado com a finalidade devida, e nem mesmo havia sido concluída a execução física da obra, apontou um parecer do BNDES, em 1998.

Fora estas denúncias, o grupo já responde por outra formulada em 2004, por evasão de divisas.

Como os empresários já se encontram nos Estados Unidos, sem representação no Brasil, conforme disse o procurador da República, André Luiz Batista Neves, ao jornal A Tarde, eles serão citados em edital. Caso não compareçam, a Justiça brasileira irá pedir ajuda as autoridades americanas.

To Top
%d blogueiros gostam disto: