Economia

Obras do PAC podem aquececer economia de Alagoinhas.

Prefeito pede aos empreiteiros para comprar material na cidade. Tentativa é de gerar mais emprego e renda.

“São R$ 70 milhões de investimentos em habitação e obras de infra-estrutura. Nada mais justo que esse dinheiro seja gasto em produtos e serviços dentro do nosso município, gerando desta forma mais emprego e renda”. Com essas palavras, o prefeito Paulo Cezar pediu aos empresários, vencedores das licitações das obras do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento -, que aproveitem a mão-de-obra local e comprem no comércio de Alagoinhas no período de duração das obras. O encontro com os empreiteiros e diversos segmentos do empresariado local aconteceu em um café da manhã, ontem (19).

O prefeito reafirmou que pretende governar com todos os segmentos da sociedade e partidos políticos, citando o encontro entre os governadores Jaques Wagner, do PT, e José Serra, PSDB paulista, que assinaram, na semana passada, um acordo tributário. Os dois, de acordo com o prefeito, deram um bom exemplo de que os tempos são outros e os governantes devem estar sempre atentos à melhoria da qualidade de vida da população, independente da posição ideológica.

O dono da Kubo Engenharia, Carlos Amaro, disse que todos estão dispostos a contribuir, ressalvando os casos em que não tiver opção para recorrer a outros mercados. Também estiveram presentes à reunião, os secretários do Desenvolvimento Econômico, Rannyery Miranda; da Fazenda, Renato Almeida; da Administração, Reginaldo Paiva; da Educação, Ana Sueli; da Assistência Social, Tatiana Andrade e de Governo, João Rabelo, além dos vereadores Alfredo Menezes, do PT do B, e Jorge Gonçalves, do PMDB.

To Top
%d blogueiros gostam disto: