Polícia

Feira – Assustada, população de Humildes faz Caminhada pela paz

Emoção, pedido de paz e solidariedade. Esse foi o principal ingrediente da caminhada que os moradores do distrito de Humildes realizaram na última sexta-feira (25). A caminhada foi promovida pelos membros do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), após crimes misteriosos no distrito.

O ato mobilizou também centenas de pessoas de todas as idades, além de estudantes de diversas escolas do distrito. A caminhada percorreu as principais ruas da localidade. O ato serviu para mobilizar as autoridades sobre a questão da violência no distrito.

No início do mês agosto a prestadora de serviço Nadja Freitas e a sua filha, Victória Freitas, foram baleadas durante emboscada na entrada do distrito, quando a servidora seguia para levar a filha para a escola. Nadja atuava na Secretaria de Desenvolvimento Social como pesquisadora de campo do programa Bolsa Família.

O clima entre os moradores é de medo e indignação. Para a estudante Nadjara Maria Santos Conceição, moradora do local e amiga das vítimas, o movimento foi uma forma encontrada de chamar a atenção das autoridades para o alto índice de violência no distrito.

“Não podemos deixar que a violência domine o nosso distrito e que outras pessoas paguem com a vida. Queremos levantar a bandeira da paz”, disse a estudante Nadjara Santos.

Bastante emocionado, João Brandão, pai de Vitória Freitas, disse que a caminhada é uma prova de como a filha era querida na localidade. “Espero que o crime da minha filha não fique impune. Acredito que a justiça será feita”, desabafou.

“Esta manifestação pedindo paz é para demonstrar o quanto a nossa vida tem valor”, disse o secretário de Desenvolvimento Social, Maurício Carvalho, solidário com a família.

To Top
%d blogueiros gostam disto: