Política

Rapidinhas – Filiação do grupo de Marcelo Nilo dá nova cara ao PDT

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo, participa de um ato festivo hoje à noite pela sua filiação ao Partido Democrático Trabalhista (PDT), juntamente com os deputados João Bonfim, Paulo Câmara e Emério Resedá.

Filiados à legenda brizolista desde a semana passada, os quatro parlamentares fizeram questão de promover a festa, que tem como objetivo principal a sua repercussão política. O evento acontece no salão Oxalá do Centro de Convenções, a partir das 18h30min, e contará com as presenças do governador Jaques Wagner (PT), do presidente nacional licenciado do PDT, ministro Carlos Lupi, do secretário geral do partido, Manoel Dias, além da cúpula estadual do partido.

Lupi, o avalista

Principal avalista da entrada dos quatro parlamentares no PDT, o ministro Carlos Lupi, em viagem à Europa, disse que vai fazer tudo para estar presente na solenidade de hoje. Esta pode ser a terceira viagem que Lupi faz à Bahia desde as negociações que envolveram a entrada do partido na base do governo. As intervenções de Lupi serviram também para facilitar a filiação dos quatros deputados à legenda, o que só foi possível após o afastamento do seu ex-presidente estadual, o deputado federal Severiano Alves, que vinha sendo acusado de travar as negociações com o governo.

Brust facilitou negociações

Com o afastamento de Severiano Alves das negociações, o então secretário geral do partido, Alexandre Brust, foi nomeado por Lupi para assumir a direção do partido, o que facilitou entrada oficial da legenda na base governista. Na solenidade de hoje, Brust já leva o seu discurso pronto. Ele enfocará o crescimento estadual da legenda e reafirmará as doutrinas brizolistas para os novos filiados. “Com a entrada dos deputados e as outras filiações, o PDT terá um crescimento muito forte, reforçando a base do governo e também à proposta de reeleição de Wagner”, pontuou Brust.

Antigos filiados estarão presentes

A festa pela filiação dos deputados Marcelo Nilo, João Bonfim, Paulo Câmara e Emério Resedá vai contar ainda com a presença dos outros dois antigos filiados do partido, os deputados Euclides Fernandes e Roberto Carlos, dos vereadores por Salvador, Gilberto José e Odiosvaldo Vigas, do deputado federal Marcos Medrado, além de diversos prefeitos, vereadores, militantes e lideranças de Salvador e do interior do Estado.

Estratégia política

Informalmente, o deputado Marcelo Nilo assumiu que a festa de hoje tem como estratégia marcar posição política. Filiado ao PDT desde a semana passada sob as benções do ministro Carlos Lupi, juntamente com os outros três deputados, Nilo busca agora a repercussão do fato para demarcar espaço junto às suas bases eleitorais no interior, boa parte ainda nos quadros do PSDB, partido que era filiado anteriormente.

Novas filiações

Como Marcelo Nilo, os outros três deputados também buscam abrigo em outro partido da base para poder apoiar a reeleição do governador Jaques Wagner em 2010. João Bonfim foi do DEM, mas já estava desfiliado do partido. Paulo Câmara veio do PTB, enquanto Emério Resedá militou sempre no meio carlista, filiou-se ao PSDB e agora migra para o PDT. Dos quatro, apenas Resedá não deverá disputar a reeleição.  

Turma de Nilo

Além desses quatro deputados estaduais, o ato festivo no Centro de Convenções de hoje à noite vai selar também a filiação de outras personalidades da política baiana ao PDT. Junto com o presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo, já se filiaram ao partido também o ex-deputado federal e ex-secretário municipal de Salvador, Nestor Duarte Neto, e o ex-vice-prefeito de Salvador, Marcelo Duarte, pai de Nestor.

Dois nomes para a Câmara Federal

Já se filiaram à legenda e também estarão na festa de hoje no Centro de Convenções, o empresário Félix Mendonça Júnior, filho do atual deputado federal Félix Mendonça, que é filiado ao Democratas. Outro que se filiou ao PDT e tem presença confirmada na solenidade do CCB é Abel Rebouças, Reitor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Os dois vão disputar uma vaga na Câmara Federal.

Passe oferecido

Existem boatos ainda de que o deputado federal José Carlos Araújo, em rota de colisão com o atual comando estadual do PR, estaria também entrando no PDT. Nesta terça-feira, o presidente da Assembléia do Estado, Marcelo Nilo, ligou para Alexandre Brust, presidente do PDT, oferecendo o passe do parlamentar. A principio, Brust rechaçou, mas não se sabe se, depois, Nilo não o convenceu a comprar a idéia.

Jurandy não vai mais

Por outro lado, quem praticamente estava com um pé no partido, mas parece ter desistido da idéia é o deputado Jurandy Oliveira, ainda no PRTB. Jurandy negociava a sua filiação ao PDT, mas a entrada dos quatro parlamentares o fez recuar. O motivo alegado é o aumento da concorrência dentro do partido, o que dificultaria a sua reeleição. Agora, ele busca outra alternativa ou permanece onde está.

Por Evandro Matos

To Top
%d blogueiros gostam disto: