Educação

Uefs – Projeto transforma máquina caça-níquel em urna eletrônica

O projeto foi desenvolvido por um grupo de 12 estudantes do curso de Engenharia da Computação.

Um projeto inédito desenvolvido na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) está promovendo a primeira eleição eletrônica na instituição a partir da transformação de máquinas caça-níqueis em urna eletrônica. A eleição para diretor e vice-diretor do Departamento de Tecnologia termina nesta sexta-feira (9) e está sendo realizada no módulo 3, com o uso do que já foi uma máquina caça-níquel.

O projeto intitulado “Vida nova aos caça-níqueis” foi desenvolvido por um grupo de 12 estudantes do curso de Engenharia da Computação sob tutoria do professor Deomar Bróglio, financiado pelo Programa de Educação Tutorial (Pet-Ecomp) do Ministério da Educação (MEC).

O monitor da máquina caça-níquel foi aproveitado assim como as instalações elétricas. O número de botões foi reduzido e adaptado para uma urna eletrônica. Além disso, os pesquisadores acrescentaram uma CPU que estava inutilizada na Uefs.

 “A impressora térmica não tem tinta, ela queima o papel e imprime o voto”, explica o bolsista da pesquisa e estudante de Engenharia da Computação, Fernando Alberto Correia dos Santos Júnior. Com isso, após as eleições será possível auditoria para verificar se o resultado computado pelo sistema de votação eletrônica confere com os votos impressos depositados numa urna manual.  

O objetivo é que futuramente a Uefs adote o sistema de votação eletrônica em todas as eleições, através do reaproveitamento de máquinas caça-níqueis. Bingos, máquinas caça-níqueis e jogos do bicho são considerados jogos de azar e são condenados pela Lei das Contravenções Penais.

O professor Marcos Paz votou nesta manhã e se surpreendeu como foi fácil de manusear e votar. “É melhor que os caixas eletrônicos do banco. Foi rápido e simples para votar”, disse.

Com informações da Uefs

To Top
%d blogueiros gostam disto: