Saúde

TCU condena ex-dirigentes da Fundação Hospitalar de Ubatã

Foi comprovada irregularidades na aplicação de recursos do SUS. Além disso, Anusio Lima acumulou as funções de diretor clínico e de médico plantonista da mesma fundação.

O Tribunal de Contas da União (TCU) condenou solidariamente Hercília Maria de Souza Campos, ex-presidente da extinta Fundação Hospitalar de Ubatã, e Anusio Lima, ex-diretor clínico da entidade, ao pagamento de R$ 1.769.288,19, valor atualizado, por irregularidades na aplicação de recursos do Sistema Único de Saúde (SUS).

Foi constatado por meio de auditoria débito decorrente de internações e de atendimentos ambulatoriais financiados com recursos do SUS, cujos serviços não foram comprovados. Entre as irregularidades também foi verificado que Lima prestou serviços à fundação como médico plantonista cumulativamente com a função de diretor clínico.

Os responsáveis foram multados individualmente em R$ 50 mil. O TCU autorizou a cobrança judicial das dívidas. Cabe recurso da decisão.

To Top
%d blogueiros gostam disto: