Política

MP vai investigar denúncias de deputados contra a Sedur

Instituto foi contratado para a construção de 1.120 unidades habitacionais em 18 cidades baianas, embora atue na área de preservação ambiental.

O Ministério Público estadual instaurou procedimento investigatório para apurar possíveis irregularidades em convênio firmado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Sedur) com o Instituto Brasil Preservação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), que, segundo informações do Jornal A Tarde, firmou convênio com o Estado para construir 1.120 unidades habitacionais.

A informação foi apresentada pelo procurador-geral de Justiça Lidivaldo Britto aos deputados da bancada de oposição, Heraldo Rocha, Gildásio Penedo e Luis de Deus, que estiveram no MP com o propósito de oferecer representações contra o Governo do Estado, que, de acordo com eles, “está realizando inúmeras contratações por meio de dispensas de licitação”.

Recebidos por Lidivaldo Britto e pela coordenadora do Grupo de Atuação Especial de Defesa do Patrimônio Público e da Moralidade Administrativa (Gepam), promotora de Justiça Rita Tourinho, os deputados informaram que, além do convênio celebrado com o Instituto Brasil Preservação, o Estado firmou, com dispensa de licitação, convênios para execução de serviços de limpeza na área da Secretaria de Saúde, de treinamento de servidores da Secretaria da Fazenda e está gastando valores “estratosféricos” com propagandas.

To Top
%d blogueiros gostam disto: