Polícia

Eunápolis: Mulher pula de caminhão e desaparece na BR-101

O desaparecimento da técnica química Roselaine Aparecida Siqueira, 30 anos, está mobilizando a polícia. Ele foi visitar o marido e, após briga, fugiu.

Ela estava em Eunápolis há seis dias, visitando o marido, o engenheiro químico uruguaio Mário César Acosta Caraballo, 51, gerente do SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial.

Em entrevista ao RADAR64, Mário, que está na cidade desde o mês de junho, contou que a mulher saiu por volta das 3h da madrugada de segunda-feira (19), carregando apenas uma bolsa, após o casal, que é do interior de São Paulo, se desentender.

Ele conta que a procurou por toda a madrugada, inclusive em hotéis. O engenheiro chegou a acreditar que Roselaine queria lhe dar um castigo.

Mário saiu para trabalhar no município de Santa Cruz Cabrália, a 82 quilômetros de Eunápolis, às 09h da manhã de terça-feira (20). Foi lá que ele recebeu um telefona da polícia, informando que sua esposa havia pulado de um caminhão em movimento na BR-101 e desaparecido.

Engenheiro Mário: Procura desesperada por esposa que saiu de casa e deve estar ferida no mato

Segundo a PRF, a mulher conseguiu carona em um caminhão antes do meio dia. Três quilômetros adiante, nas imediações da ponte do Rio do Peixe, a cinco quilômetros do centro, ela abriu a porta do veículo e pulou.

O motorista de um automóvel que vinha logo atrás retornou ao posto policial e comunicou o fato à PRF. Ele contou que a mulher bateu a cabeça no asfalto e ficou atordoada, mas quando se aproximou para oferecer ajuda, ela recusou e se embrenhou em uma bananeira.

Notícia completa no Radar64.

To Top
%d blogueiros gostam disto: