Saúde

Porto Seguro sob tensão da meningite

Região de Trancoso vive clima tenso, e as pessoas não sabem ainda a proporção do surto. Desconfiados, preferem tomar bastante cautela quanto a "situação sob controle".

Apesar das afirmações da Prefeitura de Porto Seguro e da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) de que o surto de meningite na região está controlado, o clima na cidade ontem permaneceu bastante tenso. As escolas e o comércio continuaram fechados e os moradores evitaram sair de casa, temendo contaminação. Até o final da tarde de ontem, a Sesab confirmava seis mortes por meningite meningocócica tipo C, o tipo mais agressivo da doença, e pelo menos outras quatro vítimas continuavam hospitalizadas.

“Não estou saindo de casa e estamos todos preocupados com a doença. Sabemos que é importante que a população não entre em pânico e que faça sua parte. Estamos evitando contatos com outras pessoas e frequentar ambientes aglomerados, além disso, lavamos as mãos com frequência e estamos buscando informações constantes de como nos prevenir contra a doença, sem deixar de acompanhar a situação local”, afirmou Antônio Souza, proprietário de uma pousada em Trancoso.

O empresário confirmou que o clima era de tensão, que as escolas e o comércio permaneciam fechados e que a população não tinha informações sobre a normalização da situação. “Estão dizendo para gente que a situação está controlada, mas a gente não sabe o dia de amanhã”, reforçou, temendo a confirmação de novos casos na região. Apesar da distância de 35 km do foco do surto, os moradores de Arraial D’Ajuda também estão temerosos e o comércio também já tendo o impacto provocado pela contaminação.

“Apesar de não estarmos tão perto, com a divulgação dos casos e principalmente das mortes, dois casais de turistas ficaram desesperados e foram embora imediatamente”, ressaltou Renato Macetto, proprietário de pousada em Arraial da Ajuda. O empresário lamentou os casos de meningite, acrescentando que soube do surto pela mídia. Ainda segundo ele, não há notícias de suspensão de aulas na região.

Já em Porto Seguro, distante 60 km de Trancoso, o clima está bem mais tranquilo, como afirmou o autônomo Jucelen Rodrigues de Queiroz. “Estamos seguindo nossa rotina normalmente e não soube de nenhum cancelamento de aula ou qualquer medida nesse sentido por causa do surto”, disse. “Por aqui a situação está normal. Todo mundo trabalhando e estudando como em todos os dias e o que sabemos é através da mídia”, reforçou o administrador Roberto Carvalho Filho.

Leia mais na Tribuna da Bahia.

To Top
%d blogueiros gostam disto: