Saúde

Programação Pactuada Integrada vai ser discutida com prefeitos

Depois de pedir garantia de que os municípios não teriam perdas de recursos com o PPI (Programação Pactuada Integrada) no Dia Nacional em Defesa dos Municípios (23.10.), os prefeitos baianos criaram uma comissão para discutir o problema com o Secretário de Saúde do Estado, Jorge Solla.

O encontro entre prefeitos e o secretário ficou agendado para as 14h do dia 03 de novembro, terça feira, na Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

A comissão é formada pela prefeita de Itiúba (Cecília Petrina de Carvalho), Rafael Jambeiro (Cibele Oliveira de Carvalho), Ipiaú (Deraldino Alves de Araújo), Santo Antonio de Jesus (Euvaldo de Almeida Rosa), Banzaê (Jailma Dantas Gama Alves), Planaltino (Joseval Alves Braga), Miguel Calmon (Ricardo Leal Requião), Ruy Barbosa (José Bonifácio Marques Dourado), Itambé (Moacir Santos Andrade), Barra do Choça (Oberdan Rocha Dias), Serrinha (Osni Cardoso de Araújo), Santo Amaro (Ricardo Jasson Magalhães), Mortugaba (Rita de Cássia Cerqueira dos Santos) e Conceição do Jacuípe (Tânia Marli Ribeiro Yoshida).

A Programação Pactuada e Integrada (PPI) da Assistência em Saúde é um processo instituído no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) onde, em consonância com o processo de planejamento, são definidas e quantificadas as ações de saúde para a população residente em cada território, bem como efetuados os pactos intergestores para garantia de acesso da população aos serviços de saúde.

A PPI tem por objetivo organizar a rede de serviços, dando transparência aos fluxos estabelecidos e definir, a partir de critérios e parâmetros pactuados, os limites financeiros destinados à assistência da população própria e das referências recebidas de outros municípios.

To Top
%d blogueiros gostam disto: