Polícia

Feriado de finados tem mais mortes e menos acidentes nas rodovias

Segundo a PRF, 93 pessoas morreram e 1.170 ficaram feridas. Bahia foi o estado com o segundo maior número de óbitos, 9 no total.

O feriado de finados teve alta no número de mortes nas rodovias federais, mas queda na quantidade de acidentes, em comparação com o último feriado, segundo boletim divulgado nesta terça-feira (3) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). De meia noite de sexta-feira (30) à meia noite de segunda (2), foram registrados 1.901 acidentes, 1.170 feridos e 93 mortes em 65 mil quilômetros de rodovias.

No último feriado, que também caiu numa segunda-feira, a quantidade de acidentes foi maior (2.217), mas foram registradas menos mortes por acidentes de trânsito (88). Apesar de reduzir todos os índices em comparação com o feriado de Nossa Senhora Aparecida, Minas Gerais continua a liderar o ranking de acidentes e óbitos, com 253 acidentes, 15 mortes e 145 feridos.

Três estados tiveram aumento significativo no número de fatalidades em comparação com o resultado de cada um no feriado anterior. De acordo com a PRF, O Rio Grande do Sul (RS), que teve apenas uma morte durante a Operação Padroeira, realizada no feriado de Nossa Senhora Aparecida, registrou oito vítimas fatais, sendo quatro num mesmo acidente.

A Bahia contabilizou nove óbitos, contra quatro no último feriadão. E o Maranhão, que não registrou óbitos na última operação, teve quatro mortes. Segundo a avaliação da PRF, o tempo bom nos três estados incentivou o aumento de turistas e uma maior movimentação nas rodovias. 

Os estados com mais acidentes, depois de Minas Gerais, são Santa Catarina (266), Paraná (232), Rio Grande do Sul (166), e Rio de Janeiro (148). Já os que registraram mais mortes são Minas Gerais (15), Bahia (9), Paraná (09), Rio Grande do Sul (8) e Pernambuco (08).

Tendência de queda

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal os números relativos a acidentes de trânsito registrados nos últimos feriados revelam uma tendência de queda nos índices de violência nas estradas, apesar do aumento da frota de carros. Desde setembro foram vendidos 600 mil novos veículos.

Em 2007, quando a frota era 17% menor, a PRF registrou 12% a mais de mortes no feriado de Finados. Em 2008, o mesmo feriado caiu num domingo, portanto não houve balanço nacional.

Fonte: G1

To Top
%d blogueiros gostam disto: