Economia

Arrecadação do ICMS em outubro é a maior do ano

A arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), principal tributo estadual, atingiu no mês de outubro o melhor desempenho do ano, com um total de R$ 901 milhões.

Esse resultado representa um crescimento de 4,3% em relação ao mês anterior e de 2,71% na comparação com outubro de 2008, quando o imposto atingiu a marca de R$ 877,4 milhões, o segundo melhor mês de arrecadação do ano passado.

Este é o quarto período de crescimento sucessivo, pois, em setembro, a arrecadação foi de R$ 864,03 milhões, em agosto, de R$ 823,3 milhões, em julho, de R$ 806,7 milhões, e em junho, de R$ 775,2 milhões. A Bahia é o sexto estado em arrecadação no país e o primeiro do Norte, Nordeste e Centro Oeste. Os números superam inclusive a previsão da Secretaria da Fazenda (Sefaz), estimada em R$ 875 milhões.

“O resultado mostra o quanto a economia baiana está se recuperando da crise econômica, pois obtivemos um resultado melhor até mesmo do que o ano passado, quando os efeitos da crise ainda não haviam atingido o ICMS. Os resultados positivos alcançados pela Bahia são efeitos também de um eficiente trabalho de fiscalização, de combate à sonegação e das ações tomadas para atenuar os efeitos desse problema mundial”, explica o secretário da Fazenda, Carlos Martins.

Setores econômicos

Os dados, extraídos do relatório do Sistema de Planejamento e Gerenciamento de Mercado da Fazenda Estadual, mostram que os setores econômicos tiveram a seguinte participação na formação da arrecadação – Indústria 41,37%, Comércio 34,6% e Serviços 24,01%. Comparando-se a arrecadação dos setores econômicos com o mês de outubro do ano passado, observa-se crescimento de 14,3%, no Comércio, 6,32%, no Setor de Serviços, e um decréscimo de 7,68%, na Indústria.

O resultado do Comércio foi puxado pelo desempenho dos segmentos de Atacado e Varejo, que cresceram 19,01% e 15,08%, respectivamente. No setor Indústria, os segmentos que apresentaram boa performance foram a Indústria de Mineração e Derivados (69,98%) e a de Bebidas (16,76%).

O setor de Serviços, que vinha mantendo os mesmos patamares arrecadados em 2008, teve bom crescimento em outubro, com o montante arrecadado de mais de R$ 203 milhões. O segmento Serviços de Transporte, com variação de 23,63%, e Serviços de Utilidade Pública, com variação de 8%, foram os que apresentaram variação positiva.

Fonte: Agecom

To Top
%d blogueiros gostam disto: