Política

Leur denuncia governo de querer se apropriar de obra federal em Seabra

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (12), o líder do PMDB na Casa, deputado Leur Lomanto Jr. criticou a postura do governo do Estado em querer se apropriar de uma obra que será realizada pelo Ministério da Saúde no município de Seabra, localizado na Chapada Diamantina.

Segundo o parlamentar, o governo tentou pressionar o prefeito de Seabra, José Luis Rocha, Rochinha a repassar os recursos já enviados pelo governo federal à gestão estadual. Os recursos serão usados na construção de uma Unidade de Pronto Atendimento (Upa), na cidade.

“Fiquei surpreso ao conversar e saber através do prefeito Rochinha, nosso companheiro do PMDB que o governo do Estado estava querendo que a Prefeitura repassasse o dinheiro que já foi depositado, 10%, para o estado fazer a obra. Vale ressaltar que Seabra que a Unidade de Pronto Atendimento é uma realização do Ministério da Saúde, administrado pelo PMDB do ministro José Gomes Temporão”, disse.

 Iniciativa

 

 O deputado enfatizou que a idéia de construir uma UPA que terá custo de R$1 milhão foi uma iniciativa sua junto ao prefeito Rochinha, viabilizada pelos ministros Gomes Temporão e Geddel Vieira Lima, da Integração Nacional.

“Ora, a parceira é entre a prefeitura municipal e o Ministério da Saúde. Mas o governo do Estado quer se apropriar para depois colocar um outdoor informando que é o realizador dessa obra”, criticou, ressaltando que essa tem sido uma prática constante dessa gestão.

Conforme o parlamentar, o governo não pode querer tomar pra si a obra e adaptá-la a um outro projeto que é a construção do hospital regional. “Que ele cumpra sim o seu compromisso de construir o hospital regional, como foi prometido, mas isso não tem nada a ver com a unidade de pronto atendimento que é do governo federal”, ratificou Leur Jr.

To Top
%d blogueiros gostam disto: