Política

Publicitário diz ter recebido R$ 550 mil de caixa 2 em Barreiras

Dinheiro teria sigo pago por serviços de marketing político para a campanha de Maria Analia, candidata apoiada pelo ex-prefeito Saulo Pedrosa, indicador do publicitário. Para a ex-candidata, o sujeito tem desequilíbrio emocional.

As revelações de William Jorge chegaram a Barreiras, cidade polo do Oeste baiano, 857 km de Salvador. Ele acusa a campanha da candidata do PSDB, Maria Analia, de ter feito caixa 2 de meio milhão em pagamentos a ele por serviço de marketing político.

William diz ter feito a negociação direta com o ex-prefeito Saulo Pedrosa, que bancou candidatura da sua partidária depois de desistir de tentar a reeleição. “Ele me pagou R$ 550 mil, mas veja se isso está na prestação de contas da campanha?”, questionou o lobista.

A campanha tucana declarou R$ 24,5 mil de gastos.

A então candidata disse não ter aceitado a assessoria de William logo no início da campanha, em junho, apesar da indicação de Pedrosa. “Ele dá a todo segundo mostras de desequilíbrio emocional e psicológico.

É uma pessoa que fala muita grandeza, que disse que já fez 64 campanhas, coisa fora da realidade”, contou a ex-secretária de educação.

“Rapidamente percebemos que se tratava de uma pessoa da qual não poderíamos compartilhar ideias e o afastamos do trabalho, apesar da indicação do prefeito, que me apresentou a ele”, disse Anália.

“Ele é um sujeito da vaidade, os parâmetros dele são extremamente exagerados. Não era pouco comum ele esnobar raio de poder que teria sobre o Estado e o judiciário”. William teve participação em outro caso de corrupção, em São Francisco do Conde, que terminou no afastamento do desembargador Rubem Dário.

Pedrosa estava na sua fazenda e não foi localizado.

Fonte: Jornal A Tarde

To Top
%d blogueiros gostam disto: