Polícia

Integrantes da Casa Militar agridem manifestantes em Luís Eduardo

Apavorados com o aumento da violência no município, cidadãos de Luís Eduardo Magalhães resolveram aproveitar a presença do governador Jaques Wagner na abertura da Bahia Farm Show, na manhã desta terça-feira (01), para pedir mais segurança.

Como resposta à manifestação, alguns participantes foram agredidos por integrantes da Casa Militar. “Houve truculência e excesso no trato com os manifestantes. Eu fui agredido só porque carregava um cartaz. Era uma reivindicação pacífica”, declarou o presidente da Câmara dos Vereadores, Eder Fior (PR).

Segundo Fior, o protesto foi motivado pela convocação, na última sexta-feira (28), de 25 policiais para a cidade de Correntina. “Somos o segundo município em número de ocorrências e inquéritos em todo o Oeste baiano, e estamos padecendo sem uma estrutura digna para oferecer segurança à população”, alertou.

O presidente da Câmara disse que Barreiras é a cidade do Oeste que figura em primeiro lugar no ranking da violência regional. No entanto, possui sete delegados, 37 agentes e 12 escrivães, contra apenas um delegado, cinco agentes e um escrivão em Luís Eduardo Magalhães. “Temos duas viaturas mantidas por empresários locais, e o povo está fazendo uma rifa beneficente para levantar recursos para ampliar a estrutura administrativa da polícia daqui. A participação do governo é nula”, criticou.

Ascom / Imagem – Blog do Sigivilares

To Top
%d blogueiros gostam disto: