Saúde

Brasil tem maior taxa de pessoas com depressão e ansiedade na América Latina

IMAGEM_NOTICIA_5Um relatório publicado, nesta quinta-feira (23), pela Organização Mundial da Saúde (OMS), aponta o Brasil como o país com maior número de pessoas com depressão na América Latina. Segundo a pesquisa, 322 milhões de pessoas pelo mundo sofrem deste transtorno de saúde mental, representando 4,4% da população do planeta. No Brasil, a OMS estima que 5,8% da população seja afetada pela depressão, superando Cuba (5,5%), Paraguai (5,2%) e Chile e Uruguai, ambos com um percentual de 5%. De acordo com o dado global, as mulheres são as mais afetadas, com uma incidência de depressão de 5,1%. Entre os homens essa taxa é de 3,6%. Segundo os dados, 50% da população deprimida no mundo está na Ásia. A pesquisa aponta ainda que a depressão é a doença que mais contribui com a incapacidade no mundo, com uma taxa de 7,5%. Ela é também a principal causa de mortes por suicídio, registrando cerca de 800 mil casos por ano. A ansiedade é outro problema psicológico muito recorrente, com uma taxa de 3,6%, o que corresponde a 264 milhões de pessoas no mundo. Houve um aumento de 15% em comparação com 2015. Nesta lista o Brasil também desponta, com 9,3% de sua população com algum tipo de transtorno de ansiedade. Este número é três vezes maior que a média mundial. Assim como as taxas de depressão, os transtornos de ansiedade tem o maior número de casos na Ásia, com um número de 60 milhões, representando 23% do total mundial. As Américas ficam no segundo lugar, com 57,2 milhões e 21% do total. A OMS ainda estima que, a cada ano, as consequências dos transtornos mentais gerem uma perda econômica de US$ 1 trilhão para o mundo.

Fonte: Globo.com

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top