Esporte

Após sofrer goleada, zagueiro revela ter passado fome e é expulso pelo Central-PE

CentralO Central de Caruaru vive um momento financeiro delicado e, nesta quarta-feira (05), teve a crise escancarada por uma grave denúncia de um de seus jogadores. Após a derrota por 5 a 0 para o Náutico, na Arena Pernambuco, pelo Hexagonal do Título no Estadual, o zagueiro Sanny Rodrigues resolveu expor as condições precárias a que o grupo tem sido submetido. Entre as principais reclamações reveladas pelo jogador, estão a falta de alimentação, inclusive de água, tanto nos jogos quanto no local onde os atletas focam concentrados.

“Tem muita coisa errada acontecendo extracampo. Íamos treinar à tarde e parece que não tinha campo, é difícil falar. Hoje jogamos só com o almoço na barriga, não tinha lanche. Eu sabia que a gente ia conseguir até uma parte, mas não ia conseguir até os 90 (minutos). Isso ai é não é desculpa, não é nada, porque a nossa parte, até onde deu a gente fez nosso papel. Mas ai depois a perna pesou, garoto reclamando que estava com dor de cabeça, foi isso que aconteceu”, contou Sanny ao Sportv.

“Um campeonato difícil desse, garantimos a permanência (na elite do Estadual), classificamos, era tudo que eles (diretoria) queriam, ai quando chega nessa fase eles fazem isso… Vamos ver no que é que dá”, completou. Vale destacar que o Central levou apenas um gol de pênalti no primeiro tempo, contra o Náutico, mas acabou sendo vazado mais quatro vezes na etapa final.

Parte da declaração de Sanny foi confirmada pelo técnico do Náutico, adversário do Central nesta quarta. Milton Cruz admitiu que os adversários do Timbu pediram por água no intervalo do confronto.

“Isso que aconteceu hoje é uma coisa que nos deixa tristes. Até no intervalo ali eles (os jogadores do Central) pediram água para nós… É muito triste. Mesmo assim, quero parabenizá-los por terem jogado com honra, levaram cinco gols e não apelaram, não deram pontapés e se portaram muito bem dentro de campo. Merecem os parabéns por tudo o que suportaram hoje, que não foi fácil”, comentou Milton Cruz à Folha de Caruaru.

sanny-centralAinda segundo o zagueiro, os problemas não se restringem aos dias de jogos. Na concentração da equipe as adversidades parecem ser ainda piores “O que tem sido recorrente é na casa onde a gente fica, no alojamento, às vezes fica sete dias sem água. É complicado demais”, explicou, já descrente com os responsáveis pelo clube. (A diretoria) fala que vai tentar resolver, mas nunca chega a resolver. Cada dia eles falam uma coisa, mas nunca resolvem”, concluiu.

A forte declaração de Sanny Rodrigues caiu como uma bomba no Central. E o reflexo foi imediato. O presidente Licius Cavalcanti garantiu que o clube de Caruaru tem fornecido toda a alimentação necessária ao elenco, deixou claro que Sanny não jogará mais pela equipe e ainda prometeu entrar com uma ação judicial contra o zagueiro.

“Ele (Sanny) foi extremamente infeliz em suas declarações. Acredito que estava de cabeça quente após uma derrota em que teve uma atuação ruim. Realmente, o Central passa por problemas, mas não deixamos de oferecer alimentação aos atletas. Assim que o time chegou à Arena de Pernambuco, disponibilizamos frutas, isotônico, suplementos alimentares e água. É assim antes de todas as partidas do Campeonato Pernambucano”, disse o mandatário, antes de citar particularmente o responsável pela acusação.

“Por ter falado uma inverdade, Sanny será acionado pelo Central na Justiça por calúnia e difamação. Ele não veste mais a camisa do clube, pois expôs uma instituição centenária”, avisou. (Fonte; Gazeta Esportiva).

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top