Esporte

Bahia vence duelo com São Paulo e vira turno fora do Z4

Não dá para dizer que o Bahia fez um bom jogo contra o São Paulo, neste domingo (6), na Fonte Nova. Mas venceu, e isso é o que mais importava num duelo direto como este. Com o triunfo por 2×1, o Esquadrão virou o primeiro turno da Série A fora da zona de rebaixamento.

Para vencer, o tricolor baiano aproveitou um momento de lapso do time paulista no jogo. Aos 40 e aos 43 do primeiro tempo, fez logo dois gols, com Régis e Mendoza. Depois, viu o São Paulo descontar de pênalti, mas conseguiu segurar o resultado.

Mais importante ainda do que ter virado o turno fora do Z4, o Bahia abriu, com o triunfo, quatro pontos para o 17º colocado, que é justamente o São Paulo. O Esquadrão foi a 23, enquanto o tricolor paulista ficou com 19.

Início tenso

O São Paulo dominou todas as iniciativas nos primeiro minutos de jogo, mas sem efetividade. O Bahia apresentava uma enorme dificuldade na saída de bola, e o tricolor paulista, com a marcação adiantada, desarmava e criava assim as suas oportunidades.

Foi assim que apareceu a primeira chance do rival. Aos seis minutos, Edson entregou a bola de graça para Pratto na intermediária. O argentino lançou Marcinho na direita, que experimentou da entrada da área; a bola passou por cima do gol.

Além da marcação adiantada, outra arma do São Paulo foram as transições rápidas para o ataque. Foi assim que teve a melhor chance: aos 32, Cueva saiu tabelando e disparou em velocidade pela esquerda; ele cortou Tiago na entrada da área e chutou raspando a trave esquerda de Jean.

Revidou na medida

Curiosamente, foram justamente estas armas do time paulista que funcionaram de maneira bem mais eficiente para o Bahia. Começou aos 40 do primeiro tempo. Em jogada de transição, Mendoza recebeu na esquerda e lançou rapidamente Rodrigão nas costas da zaga; ele foi até a linha de fundo e cruzou na área, onde Régis apareceu para abrir o placar.

O gol deixou o São Paulo atônito, sem reencontrar a estratégia que vinha funcionando tão bem. Mais uma vez, o Bahia utilizou a arma do adversário a seu favor. Aos 43, foi Araruna quem saiu errado e Rodrigão conseguiu interceptar o passe. Numa jogada rápida, Zé Rafael lançou Régis na esquerda, que cruzou para Mendoza fazer o segundo.

O São Paulo descontou num lance duvidoso. Aos 45, Pratto tentou proteger a bola na entrada área. Jean saiu do gol e chocou-se com o atacante. O goleiro conseguiu tirar a bola, mas o árbitro viu pênalti. Hernanes cobrou e fez 2×1.

Desperdiçou

A etapa final foi de muito mais posse de bola por parte do São Paulo, que pressionou o Bahia do início ao fim. O tricolor baiano, por sua vez, decidiu apostar nos contra-ataques. Teria mais eficiência se seus jogadores não estivessem tão cansados. Zé Rafael e Armero tiveram de ser substituídos por lesão, e Rodrigão, exausto, teve que ficar em campo.

Aos melhor chance da etapa final foi do centroavante, mas faltou perna. Aos 15, ele disparou pela esquerda em velocidade. Quando já estava na área, chutou fraco e Renan Ribeiro pegou.
Aos 44, Mendoza, também já exausto, encaixou outra jogada de contra-ataque. Disparou pela direita e tocou para Rodrigão na esquerda. O centroavante, por sua vez, chutou em cima da zaga.

O Esquadrão não vencia em casa há quase dois meses – o último triunfo foi no dia 8 de junho, sobre o Cruzeiro, por 1×0. O próximo compromisso do Bahia é fora de casa, no domingo (13), às 19h, contra o Atlético-PR. (Informações de A Tarde).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top