Esporte

Cristiano Ronaldo é eleito o melhor da Europa pela 3ª vez

A Uefa anunciou nesta quinta-feira (24), durante o sorteio dos grupos da Liga dos Campeões em Mônaco, o melhor jogador da Europa na última temporada. E sem qualquer surpresa, o português Cristiano Ronaldo foi eleito pela segunda vez consecutiva, sendo a terceira na carreira.

Em mais uma temporada inspirada, Ronaldo foi o principal responsável pelo ano histórico do Real Madrid. Pela terceira vez nas últimas quatro edições do torneio, o time espanhol faturou o título da Liga dos Campeões. De quebra, desbancou seu maior rival, o Barcelona, para ficar também com o troféu do Campeonato Espanhol.

Grande líder deste time e decisivo nos momentos finais de ambas as competições, Ronaldo é o símbolo de uma das gerações mais vitoriosas da história do Real. Em grande fase na carreira, mesmo já aos 32 anos, o português também é o favorito a ficar com o Prêmio Melhor do Mundo da Fifa pela quinta vez na carreira.

Com a premiação desta quinta, Ronaldo se tornou o jogador mais vezes eleito o melhor da Europa. Ele foi o escolhido pela terceira vez em sete edições do troféu, igualando 2013/2014 e 2015/2016. Lionel Messi, em 2010/2011 e 2014/2015, Andrés Iniesta, em 2011/2012, e Franck Ribéry, em 2012/2013, foram os outros congratulados.

Para ser eleito desta vez, Ronaldo deixou para trás dois fortes concorrentes: o goleiro Gianluigi Buffon, vice-campeão da Europa e campeão italiano com a Juventus, e Lionel Messi, mais uma vez o líder do Barcelona na temporada.

A lista dos 10 melhores do continente em 2016/2017 teve ainda outros três jogadores do Real, Luka Modric, Toni Kroos e Sergio Ramos, além de Paulo Dybala (Juventus), Kylian Mbappé (Monaco), Robert Lewandowski (Bayern de Munique) e Zlatan Ibrahimovic (Manchester United). Desta forma, nenhum brasileiro foi lembrado na disputa.

MELHORA JOGADORA – A entidade europeia também definiu a melhor jogadora do continente na última temporada. E quem ficou com o prêmio foi a holandesa Lieke Martens. A atleta recém-contratada pelo Barcelona faturou o troféu muito em função de sua atuação na Eurocopa, na qual guiou a seleção de seu país ao primeiro título do torneio, em casa.

Para faturar o prêmio, Martens desbancou a dinamarquesa Pernille Harder, campeã alemã e da Copa da Alemanha com o Wolfsburg, além de vice-campeã da Eurocopa, e a alemã Dzsenifer Marozsán, campeã da Liga dos Campeões, do Campeonato Francês e da Copa da França com o Lyon. O curioso é que esta foi a terceira vez seguida que Marozsán ficou entre as finalistas, mas não foi eleita a melhor do continente.

GOLEIRO – A Uefa também entregou nesta quinta o prêmio de melhor goleiro da Liga dos Campeões da última temporada. E desta vez, não teria como tirar o troféu de Gianluigi Buffon. Se foi superado por Cristiano Ronaldo na disputa do melhor jogador do continente, desbancou os concorrentes para ser o melhor em sua posição.

Buffon viveu uma de suas principais temporadas da carreira, mesmo aos 39 anos, e foi um dos maiores responsáveis pelo vice-campeonato da Juventus na Liga dos Campeões. Com isso, deixou para trás seus dois concorrentes na disputa do prêmio: Manuel Neuer, do Bayern de Munique, e Jan Oklak, do Atlético de Madrid.

DEFENSOR – Como melhor defensor, a Uefa anunciou o capitão do Real Madrid no título da Liga dos Campeões. Após mais uma temporada segura e repleta de gols decisivos, Sergio Ramos voltou a ser premiado pela entidade aos 31 anos, comprovando o status de um dos melhores zagueiros do mundo.

Como a Uefa não separa os defensores por posições, Sergio Ramos desbancou um colega de clube na disputa, o brasileiro Marcelo, que também teve uma grande temporada pelo Real. O outro finalista na disputa da posição foi Leonardo Bonucci, destaque da Juventus e que se transferiu para o Milan recentemente.

MEIO-CAMPISTA – No meio-campo, a comprovação do domínio do Real Madrid na última Liga dos Campeões. Os três jogadores na disputa eram do clube espanhol, mas quem levou a melhor foi o croata Luka Modric. Responsável pela criação da equipe, o jogador de 31 anos foi o eleito o melhor da competição.

Para faturar o prêmio, Modric desbancou outro jogador de muita categoria que atua ao seu lado, o alemão Toni Kroos, e o brasileiro Casemiro. O volante da seleção de Tite viveu sua melhor temporada no futebol europeu e chegou a marcar gol na decisão da Liga dos Campeões, mas não foi o suficiente para superar o croata.

ATACANTE – No ataque, a maior barbada. Melhor jogador europeu da última temporada, Cristiano Ronaldo foi eleito também o principal atacante da última edição da Liga dos Campeões. Artilheiro do torneio, com 12 gols, o português cresceu no momento decisivo para liderar o Real a mais uma conquista continental.

E para faturar o troféu, Ronaldo desbancou seu maior rival, Lionel Messi, que viveu uma de suas temporadas menos brilhantes com a camisa do Barcelona. Paulo Dybala, destaque ofensivo da Juventus na campanha do vice-campeonato, chegou entre os finalistas, mas não poderia desbancar o português. (Agência Estado).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top