História

Paulo Coelho fez letras e apresentou Raul Seixas às drogas

Um dos grandes vendedores de livros do mundo, membro da Academia Brasileira de Letras, antes dos livros que lhe deram fama internacional, o Mago se projetou no Brasil fazendo letras de música.

Seu nome está lá, ao lado do de Raul Seixas, como parceiro em muitas canções da fase mais criativa e bem-sucedida da trajetória do roqueiro baiano.

Paulo Coelho fez a cabeça de Raul Seixas. Em dois sentidos: exerceu influência intelectual e apresentou Raul às drogas. E não se culpa por isso (o amigo era maior de idade!), como vemos no documentário Raul, O Início, O Fim e O Meio, do paraibano Walter Carvalho.

O Mago sempre teve vocação para o mainstream. Mesmo no rock (que ainda era uma coisa meio marginal no Brasil dos anos 1970), a sua transgressão o levava ao sucesso comercial.

Não falo do escritor (não tenho intimidade, nem interesse pelo universo a que ele se dedica), mas, sobre o letrista, não há como negar que Paulo Coelho é autor de alguns dos grandes momentos do rock brasileiro. Encontrou em Raul Seixas o parceiro certo e com ele assinou hits poderosos do pop brasileiro.

Raul é um nome importante do rock nacional, mas nem tudo é verdade no que ele produziu. Sua loucura o levou à morte. A de Paulo Coelho, à fama! (Informações do Jornal da Paraíba).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top