Educação

Paulo Azi encaminha campus avançado da Ufba para Camaçari

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) vai abrir seu campus avançado em Camaçari em janeiro de 2018 para cursos de engenharia e tecnologia. Serão 400 vagas disponibilizadas no primeiro processo de seleção. O prefeito Antônio Elinaldo recebeu o reitor da universidade, João Sales, nesta sexta (25), para uma reunião técnica seguida de visita à Cidade do Saber, local indicado pela Prefeitura para funcionar como campus provisório até a construção do definitivo em área do Ceped, na rodovia BA-512.

Emocionado, Elinaldo destacou a importância do momento. “Estamos correndo para, no início do ano que vem, a gente ter a Ufba em Camaçari. Esta é uma prioridade para a gente e o que for preciso fazer para melhorar as estruturas nós vamos fazer, pois não podemos perder mais esse ano”, disse, ao relatar as dificuldades que os estudantes enfrentam para estudar em outras cidades.

O reitor elogiou o entendimento. “Estamos fazendo algo fundamental, que é removendo obstáculos. Nossa intenção é começar já em 2018.1 a oferta de 400 vagas para Camaçari, o que significará, no decorrer dos anos, 2.000 alunos”. A Cidade do Saber tem capacidade para suportar duas entradas de 400 alunos, como campus provisório.

Intermediação de Paulo Azi

Uma reunião com o Ministro da Educação, Mendonça Filho, será a agendada pelo deputado Paulo Azi, que está intermediando o processo junto ao Governo Federal. “Tenho certeza que vamos fazer todos os esforços para ver esse sonho ser realizado em Camaçari. Espero que em pouco tempo a gente venha trazer essa notícia de forma oficial”.

Já o vice-prefeito, José Tude, destacou que este é o momento exato para Camaçari, pela importância da vinda de instituições como o Cimatec Industrial e da sede do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) para o município.

A entrada na universidade será através do Bacharelado Interdisciplinar de Ciências e Tecnologia, que é o primeiro ciclo, para que depois os alunos possam escolher uma das cinco engenharias que virão depois dos três anos. Estão previstos os cursos de energia, de materiais, elétrica, petróleo e gás e automotiva.

Para a implantação do campus serão investidos cerca de R$ 25 milhões. Com aproximadamente 100 mil metros quadrados de área construída, é prevista uma estrutura com quatro conjuntos arquitetônicos, um com restaurante universitário, um bloco que se dividirá em três edifícios e abrigará laboratórios de graduação e de informática e auditório, juntamente com as salas de aula e o terceiro bloco estará o conjunto das salas de aula, voltados para graduação e biblioteca e uma parte de auditório. O quarto será formado por casas com as partes administrativas, técnicas e operacional, e também os colegiados, departamentos, grupos de pesquisas, sala de professores no aporte ao cotidiano das atividades do campus.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top