Política

PF no gabinete de Marcelo Nilo por suspeita de falsidade eleitoral do Babesp

A Polícia Federal cumpre na manhã desta quarta-feira (13) sete mandados de busca e apreensão, no âmbito da Operação Opinião. Entre os alvos está o deputado Marcelo Nilo (PSL), ex-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia.

A ação investiga se foi cometido o crime de falsidade eleitoral, com o envolvimento da empresa Bahia Pesquisa e Estatística (Babesp), conhecido no meio político como “DataNilo”.

 

Conforme as investigações há indícios de que Nilo “seria o controlador de fato da Babesp e que utilizaria a referida pessoa jurídica para contabilização fraudulenta de recursos utilizados de maneira ilegal em campanhas políticas”, ou seja, caixa 2. O deputado teria prestado informações falsas à Justiça Eleitoral.

 

Há suspeita de manipulação do resultado das pesquisas eleitorais divulgadas pela Babesp. Os alvos da operação foram os endereços residenciais e profissionais do parlamentar, de seu genro Marcelo Dantas Veiga, do sócio da Babesp Roberto Pereira Matos; e a sede da empresa Leiaute Comunicação.

 

A operação visa apreender documentos, papéis, registros e dados arquivados em equipamentos de informática que possam contribuir com as investigações.

 

Os mandados foram expedidos pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), com base em representação formulada pela Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE-BA). A PF deixou o Villaggio Panamby, onde mora o deputado, às 7h35. (Informações do Bahia.Ba.).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top