Política

Movimentos do PDT apoiam reivindicação de vaga na chapa de Rui Costa para o partido

Neste final de semana, o cenário politico baiano ganhou novos contornos após a declaração do presidente estadual do PDT, deputado federal Félix Mendonça Júnior, que reivindicou uma vaga para o partido na chapada majoritária do governador Rui Costa (PT) na eleição de 2018. Apesar de o parlamentar não ter citado nomes, diversos movimentos da legenda brizolista se manifestaram nesta segunda-feira (09), não só apoiando a ideia como sugerindo nomes para a vaga.

Entre os nomes sugeridos pelos movimentos estão o do próprio deputado Félix Júnior, o do diretor geral do Instituto Anísio Teixeira, Desidério Bispo de Melo, além do sociólogo Joviniano Neto.

Para Roberto Rodrigues, presidente do Movimento Negro do PDT, a ideia é importante e conta com o seu apoio. “É interessantíssimo o partido apresentar nomes e brigar por espaço. Os nomes do Professor Desidério e do deputado Félix Júnior são muito bons, principalmente com esse desgaste que está aí, pois não vamos com muitos desses políticos velhos”, defendeu.

“Apoio integralmente e acho que o partido não pode ficar de fora da chapa, principalmente pela situação nacional, em que a gente não vê nenhum nome do PDT envolvido nesse lamaçal. O nome pode ser do deputado Félix ou do Professor Desidério, pois os dois têm capacidade”, defendeu Alderico Sena, Presidente do Movimento dos Aposentados.

“Apoio totalmente o nome do Professor Desidério (foto ao lado) para o Senado ou outra vaga na chapa”, reforçou Marcia Gulias, presidente do Movimento Estadual do PDT Mulher, contente com a ideia.

Essa mesma tese foi defendida pelo advogado Eduardo Rodrigues (Secretário Geral da Executiva Estadual do PDT), Aldo Queiroz (Presidente da Executiva Municipal de Salvador) e Jeferson (Presidente da Juventude Estadual do PDT).

Prazo e repercussão

Como na matéria o deputado Félix Júnior disse que o nome do partido para disputar uma vaga ao Senado ainda não havia sido definido, ele deixou claro que as mudanças na regra eleitoral vão permitir que essa discussão fosse feia mais adiante. “Com essa mudança de prazo do registro de candidatura para seis meses, tudo ficou prorrogado”, avaliou Félix Júnior.

A deixa feita pelo deputado Félix Júnior deverá repercutir mais ainda nos próximos dias, já que as executivas estadual e municipal deverão se reunir para discutir sobre a vinda do pré-candidato Ciro Gomes a Salvador, e o assunto certamente vai estar na pauta das discussões.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top