Economia

Novo Ford EcoSport 2018 muda mais por dentro e fica melhor

Dizem que quem foi rei nunca perde a majestade, mas existem casos em que esta máxima pode ser contestada. É o caso do Ford EcoSport, que ficou conhecido por inaugurar o segmento dos SUVs compactos, e em pouco tempo ganhou o título de queridinho do Brasil. Mas o tempo passa, as coisas mudam e quem não se atualiza perde espaço para a concorrência.

Foi o que aconteceu com o SUV da Ford, que já foi líder de vendas, mas acabou sendo atropelado por Honda HR-V, Jeep Renegade e Hyundai Creta. Para mudar esse cenário e recuperar o prestígio, o EcoSport passou por uma discreta reestilização, ganhando novo interior e mecânica. Testamos a versão topo de linha, que tem bom conteúdo, porém com o preço salgado.

Ao longo de sua história, o Ford EcoSport passou por mudanças de visual significativas, indo das linhas mais retas da primeira geração aos contornos mais arredondados do modelo recente. O modelo 2018 ganhou singelas mudanças, mais significativas na frente, que ficou mais alta e robusta. Os faróis mais largos, a grade reformulada, o para-choque com novo desenho e faróis de neblina maiores deram uma modernizada na estampa do SUV compacto. Mas as laterais e traseira são basicamente as mesmas, sem alterações. A Ford optou, inclusive, por manter o estepe pendurado na porta do porta-malas, solução que no modelo europeu foi eliminada.

ESPAÇO A porta do compartimento de bagagem continua abrindo lateralmente, o que pode facilitar o acesso, mas exige mais espaço para abertura. O porta-malas não é dos maiores, mas tem como paliativo um compartimento inferior, muito raso, que possibilita levar apenas pequenos objetos. O espaço interno é bom para quatro pessoas. Três no banco traseiro ficam apertados. É que o console central, o túnel no assoalho e o apoio de braço embutido no encosto do banco comprometem o conforto de quem senta no meio. De qualquer forma, como o modelo está homologado para cinco passageiros, a Ford equipa o EcoSport com cintos de segurança retráteis e apoios de cabeça para todos. Tem ainda sistemas de ancoragem para duas cadeirinhas infantis.

A posição de dirigir é boa, elevada, sendo que o banco do motorista conta com ajustes manuais de altura e lombar. O volante, que é mais fino e revestido com couro, também tem regulagem de altura e distância, além de trazer os comandos do som, celular, controle de velocidade e computador de bordo. O acabamento interno do EcoSport melhorou muito, ganhando material emborrachado no painel, com montagem mais cuidadosa. A versão testada tinha os bancos revestidos com couro bege, que dá um toque de sofisticação, mas não é muito prático, pois suja facilmente.

MAIS MODERNO O painel de instrumentos é totalmente novo e ficou bem mais funcional e de fácil visualização. Ele conta com um quadro digital que fornece as informações do computador de bordo, além de conta-giros, velocímetro e marcadores de temperatura e nível de combustível analógicos. E no meio do painel, a moderna central multimídia se destaca. Para ligar o carro a chave pode permanecer no bolso e basta apertar o botão star/stop. O motorista tem ainda no painel a tecla para desligar o controle de tração, caso queira dominar o carro no braço. (Fonte: Estado de Minas).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top