Cultura

Assembleia aprova proposta que defende Estação do Metrô com o nome de Antônio Conselheiro

Uma nova discussão envolvendo o nome de um logradouro público de Salvador foi lançada nesta segunda-feira (23), após ser aprovada pela Assembleia Legislativa da Bahia uma proposta da Comissão das Celebrações dos 120 anos da Guerra de Canudos, e iniciativa do deputado Rosenberg Pinto. A comissão defende que a nova Estação do Metrô, no Aeroporto Luís Eduardo Magalhães, seja batizada de ‘Estação Antônio Conselheiro’, em homenagem ao líder da Guerra de Canudos, que aconteceu no sertão da Bahia no final do século XIX.

Para o cineasta Antônio Olavo, um dos líderes da Comissão, batizar o nome da Estação do Aeroporto com o de Antônio Conselheiro seria uma homenagem reparatória. “A Estação, associada a um Memorial Antônio Conselheiro, no mesmo local, seria, sobretudo, fazer uma reparação histórica”, justificou.

O cineasta argumenta ainda que a escolha da estação aeroporto com essa homenagem se justifica também “pelo destaque internacional que o tema Canudos tem, visto que ao longo desses 120 anos o assunto tem atraído interesses não somente no Brasil, mas em todo o mundo, graças principalmente à tradução para mais de 40 idiomas do clássico livro “Os Sertões”, de Euclides da Cunha, e a venda de mais de 60 milhões de exemplares do livro “A Guerra do Fim do Mundo”, do peruano Mario Vargas Llosa”.

Pesquisador e com vários trabalhos já publicados sobre o tema Canudos e a figura de Antônio Conselheiro, Olavo se ampara nesses dados para também apostar no sucesso do sugerido espaço público. “A Estação Antônio Conselheiro seria efetivamente um belo cartão de visitas em um dos mais movimentados portais de acesso à Bahia”, concluiu.

Por Evandro Matos

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top