Entretenimento

Globo afasta William Waack após vídeo com comentário racista

A TV Globo decidiu tirar o apresentador William Waack do ar nesta quarta-feira (8), depois que vídeo  vazado na internet mostrou o jornalista fazendo comentários racistas enquanto se preparava para transmitir um programa, em 2016. Ele não apresentará o Jornal da Globo esta noite.

Em comunicado, a emissora anunciou: “A Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida.

Nele, minutos antes de ir ao ar num vivo durante a cobertura das eleições americanas do ano passado, alguém na rua dispara a buzina e, Waack, contrariado, faz comentários, ao que tudo indica, de cunho racista. Waack afirma não se lembrar do que disse, já que o áudio não tem clareza, mas pede sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação.

William Waack é um dos mais respeitados profissionais brasileiros, com um extenso currículo de serviços ao jornalismo. A Globo, a partir de amanhã, iniciará conversas com ele  para decidir como se desenrolarão os próximos passos”, diz a nota.

Mais cedo, usuários das redes sociais acusaram o jornalista e âncora do Jornal da Globo de racismo. Em um vídeo na internet, o apresentador aparece ao lado de um convidado, em preparação para “entrar ao vivo” no noticiário. Em certa altura, um som alto e contínuo de buzina começa a atrapalhar a transmissão. William então resmunga: “Tá buzinando por que, seu m… do c…. Não vou nem falar, que eu sem quem é. Sabe quem é, né?”

Em seguida, ele vira o rosto e cochicha próximo ao ouvido de seu convidado, sem que seja possível ler seus lábios. Sem sincronia com as imagens, contudo, há um áudio atribuído a ele que diz: “Preto, né? Isso é coisa de preto. Com certeza”.

No Twitter, onde o tema lidera os trending topics, houve quem comparasse o vídeo de Waack ao de Boris Casoy, cujo comentário direcionado a garis no final de uma reportagem rendeu ao jornalista um processo e a decisão desfavorável de indenizar em R$ 60 mil os trabalhadores ridicularizados na televisão. “Do alto das suas vassouras”, havia dito o apresentador durante o telejornal, para ironizar a felicidade mencionada pelos funcionários da limpeza entrevistados. (Fonte: O Estado de Minas). Veja o vídeo:

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top