Política

PDT define agenda para reforçar palanque de Ciro Gomes na Bahia

O PDT realizou na noite desta segunda-feira (12) uma reunião para fortalecer pré-candidatura de Ciro Gomes na Bahia. Coordenada por Aldo Queiroz e Eduardo Rodrigues, presidente da executiva municipal de Salvador e secretario geral do partido, respectivamente, a reunião, que contou com a presença de diversos militantes, discutiu a necessidade de intensificação da campanha do pedetista no estado, passando pela construção de uma agenda política, fortalecimento do palanque e apresentação de propostas à sociedade.

Os pedetistas definiram que a participação dos movimentos sociais do partido no Fórum Social Mundial, que tem início nesta terça (13) e se estende com uma série de eventos na capital e interior, será uma grande oportunidade para colocar o projeto em prática, com a promoção de debates e a oportunidade para discutir a construção de um palanque para Ciro na Bahia.

“A nossa agenda terá a abertura no próximo dia 14, ás 18h30, quando receberemos aqui, na nossa sede, na Mouraria, o secretário Geral nacional do PDT, Manoel Dias, que se reunirá com a direção estadual e a militância do partido para debater estratégias e ações para campanha de 2018 na Bahia e Brasil”, disse Aldo Queiroz.

Pré-candidato ao senado

Outro assunto discutido na reunião foi a pré-candidatura do Professor Desiderio Melo ao Senado, já colocada pelos movimentos do partido meses atrás. Presente na mesa, o atual diretor do Instituo Anísio Teixeira afirmou que desde 09/10/2017 o seu nome foi apresentado pelos movimentos sociais do partido. Contudo, ele disse que a possibilidade da candidatura do deputado Félix Mendonça, presidente do PDT estadual, ofuscava as ações da militância.

Continuando, Desiderio disse que a confirmação de que Mendonça vai disputar a reeleição para deputado federal permitiu que o seu nome fosse recolocado, inclusive para ajudar na construção do palanque para Ciro Gomes. “Nossa pré-candidatura não é contra ninguém, é a favor do fortalecimento do PDT no Estado. Mulheres, negros e juventude representam menos de nove por cento, cada, na composição do Congresso Nacional. Portanto, ela é em defesa das minorias e da transformação da educação, principal bandeira do PDT”, pontuou.

Desiderio disse ainda que sua pré-candidatura está alicerçada em mais de 30 anos de luta trabalhista. “Desde o início, nos anos 80, na JS-PDT, no movimento sindical, na fundação do movimento negro, que lançou o engenheiro Ivan Carvalho, em 1994, como primeiro candidato negro ao senado no estado da Bahia. Portanto, nossa pré-candidatura não é independente, porque nasce da vontade da militância, mas é livre e altiva, cabendo somente ao PDT a decisão sobre o seu futuro”, concluiu o professor, sendo aplaudido pelos presentes.

Por fim, ficou acertada a data de 2 de abril para que o PDT, em uma reunião ampliada com a base e a direção, defina sobre o futuro da candidatura ao Senado na Bahia (Da redação, com informações).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: