Política

Ampliando discussão sobre Senado, Professor Desiderio visita mais dois deputados do PDT

O pré-candidato a senador pelo PDT, Professor Desiderio Melo, esteve na tarde desta quarta-feira (28), na Assembleia Legislativa da Bahia, onde se reuniu com os deputados estaduais Roberto Carlos e Euclides Fernandes, ambos filiados à legenda brizolista.

A primeira reunião aconteceu no gabinete do deputado Roberto Carlos, onde o Professor Desiderio comunicou o registro da sua pré-candidatura junto ao partido, razão pela qual estará se desincompatibilizando do cargo de diretor geral do Instituto Anísio Teixeira-IAT na próxima segunda-feira, dia 2 de abril. O professor aproveitou para agradecer ao deputado pelo apoio durante o período em que esteve à frente do órgão.

Sobre a proposta de ter o nome do professor à disposição do PDT para pleitear uma vaga ao Senado, Roberto Carlos não só concordou como achou a ideia interessante. “Isso é importante porque irá contribuir para o fortalecimento do partido no nosso estado. Quanto mais coloca nomes, mais é importante. Nós precisamos pensar também em 2020, e isso só ajuda”, disse.

Reforçando, o deputado também avaliou o cenário politico já colocado. “Já temos a candidatura de Wagner, e vejo a sua como uma alternativa para fortalecer o palanque de Ciro na Bahia. Por isso, essa discussão conta com minha ajuda, meu apoio e minha simpatia”, concluiu.

Euclides reforça

Nascida junto aos movimentos sociais do PDT, a proposta de candidatura ao Senado encampada pelo Professor Desiderio também ganha corpo de forma surpreendente entre outras esferas do partido. Depois da boa acolhida por parte do deputado Roberto Carlos, no gabinete de Euclides Fernandes a situação não foi diferente.

Marcada pela descontração e bom humor, o encontro com Euclides deixou Desiderio mais encorajado ainda para os embates futuros. Numa breve avaliação do cenário atual, o deputado encontrou espaço para as proposições do pedetista. “Eu vejo isso sob dois aspectos. Primeiro, porque colabora com o palanque de Ciro Gomes aqui na Bahia, e isso é muito importante, só ajuda. Mas não sei como o assunto será visto no momento da convenção na relação com o governo”, ponderou.

Mas Euclides se mostrou amplamente favorável à continuidade da construção, notadamente com o debate interno. “Nós entendemos, e nossa tese é que temos que fazer o debate com os companheiros para ver qual o melhor caminho”, disse. “Estaremos na chapa majoritária junto com o governador Rui Costa, que já tem uma vaga para o Senado definida para o ex-governador Wagner. Mas precisaríamos entrar na disputa com os pesos pesados do PP e do PSD”, disse, avaliando cenários em que o PDT deverá estar cacifado para brigar por mais espaço.

Candidatura solo

Outro cenário avaliado por Euclides Fernandes, que precisa passar por pelo crivo da Convenção pedetista, seria a candidatura solo, onde o PDT sairia com um candidato a senador independentemente de estar na chapa do governador. “Esta opção é boa para Ciro na Bahia, porque vai ajudar melhor em todo estado, mas também vai enfrentar a possibilidade de o PSB fazer o mesmo. Desde modo, apoio a iniciativa, que é corajosa, mas você precisa estar aberto para discussões e possibilidades que surgirão antes da convenção”, finalizou o deputado.

Lançamento da candidatura

Após a reunião com os dois deputados pedetistas, o professor Desiderio considera encerrada a segunda fase da campanha pela pré-candidatura ao Senado. Na próxima segunda-feira (02/04), às 18h, haverá o lançamento oficial, na sede do PDT, na Mouraria. No encontro com os deputados, o Professor Desiderio esteve acompanhado por Danilo Baqueiro, Alderico Sena e Evandro Matos.

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: