Política

PDT lança oficialmente o nome do Professor Desiderio ao Senado

Na noite desta segunda-feira (02), o PDT baiano deu mais um passo importante para as eleições de outubro deste ano ao lançar a pré-candidatura do Professor Desiderio Melo ao Senado. O evento contou com as presenças de representantes de todos os movimentos do partido, além de militantes históricos e membros das executivas estadual e municipal.

O bordão ‘Pelo Certo’, adotado na pré-campanha do Professor Desiderio, norteou praticamente todos os discursos da noite. Para os militantes ‘Pelo Certo’ representa a argumentação para a defesa da pré-candidatura, que se não conta com o apoio explicito da cúpula, nasce  fincada nas bases e nos ideais da legenda brizolista. “A candidatura não é contra ninguém, ela é a favor do partido e para defender as suas bandeiras”, explicou Desiderio durante o seu discurso.

E foi com esta argumentação que os oradores defenderam a necessidade e a importância da postulação das bases pedetistas. “É preciso ter coragem e ser valente. Professor Desiderio é um valente. Isso me faz voltar a Abdias Nascimento e Ivan Carvalho. Alguns anos depois, surge um homem com essa mesma coragem. Nós vamos à luta, gastar sola de sapato para defender essa candidatura”, disse Roberto Rodrigues, presidente do Movimento Negro do PDT.

“Estamos fazendo o PDT pela base através dos movimentos do partido. É preciso fazer um partido diferente e tirar da própria base um candidato. Por isso a candidatura de Desiderio está posta. Rumo ao Senado, pelo certo”, disse Danilo Baqueiro (acima, de pé), membro da executiva municipal.

Otimista com as chances do PDT na próxima eleição, Dr. Eduardo Rodrigues (ao lado), membro da Executiva Estadual, também apoiou a ideia. “Desiderio é um homem experimentado, já foi candidato e sabe como funciona a engrenagem. Nesse momento é estratégica que a candidatura ganhe visibilidade e nem só o PDT saiba, mas que as ruas, os sindicatos e as redes sociais tomem conhecimento. Ai, sim, estará competindo de igual para igual”, disse.

“O importante disso é que é um projeto de partido para partido, que une disposição e coragem. Precisamos de uma revolução. A partir de amanhã, começa uma agenda com a juventude, com os movimentos sociais, não tem outra saída. E para vender bem esse projeto, tem que ser o melhor candidato”, disse Aldo Queiroz, presidente do Diretório de Salvador.

“Eu fico feliz quando vejo o PDT pela base. É importante construir o trabalhismo, fazer a campanha pela base, garantir a história do partido. A Bahia já desafiou a direção nacional com Ivan Carvalho, e agora, com Dedé (Desiderio), vai construir em todos os municípios brasileiros”, defendeu Netinho (acima), militante histórico do partido.

Histórico de lutas

Último a falar, Professor Desiderio saudou a presença de todos e disse que a ideia de disputar o Senado nasceu depois que ouviu do presidente da legenda, deputado Felix Junior, que iria disputar a reeleição para a Câmara. Desiderio também atrelou a candidatura à necessidade de criar um palanque para Ciro Gomes na Bahia e destacou a importância do seu surgimento pela base. “Nossa candidatura vem sendo construída depois de muitas conversas, e todas as respostas foram positivas, por se tratar de uma construção pela base. Mas eu sei que não será fácil, como não foram fáceis as nossas lutas do passado, como as de Brizola”, pontuou.

Professor da rede estadual, Desiderio também lembrou a sua experiência na sala de aula e sua passagem atualmente pelo Instituto Anísio Teixeira, onde conseguiu arrumar a casa e fazer lembrar os ideais do seu patrono. “Em 35 anos daquela instituição, por ter conhecimento da realidade do professor, fomos praticamente o primeiro a levar a escola até o aluno”, disse.

Duas vezes candidato, Desiderio também lembrou as suas lutas pelo partido. “Ao longo desses anos nós temos uma vida dedicada em defesa do PDT, dos seus símbolos, dos seus ideais. Por isso, não podemos ser subordinados a ninguém, apenas queremos dialogar com todos, com os deputados, com as bases, com os prefeitos do partido e com a direção nacional para levar a nossa proposta”, concluiu Desiderio, sendo aplaudido no final do seu discurso.

Falaram também Marcia Gullias (Presidente do PDT Mulher), Jeferson Santos (Presidente da Juventude PDT), Alderico Sena (Movimento dos Aposentados), Floriano Torres (Presidente da Militância) e Honorato (militante histórico).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: