Política

Deputados trocam de partido na Bahia; DEM e PR foram os que mais cresceram

A janela eleitoral permitiu a troca de partido por parte de vários deputados estaduais na Bahia. O caso mais curioso é o do agora MDB, que perdeu todos os seus deputados, tudo em função do desgaste da legenda em função da mala de R$ 51 milhões no apartamento do ex-ministro Geddel Vieira Lima, controlador do partido no Estado.

O maior beneficiado com a fuga em massa dos deputados emedebistas foi o Democratas, que recebeu Luciano Simões Filho, Leur Lomanto  Jr. e Pedro Tavares. Agora a bancada do partido do prefeito ACM é a segunda maior na Assembleia Legislativa, com dez deputados, menor apenas do que a do PT, que tem doze.

PSDB ganha dois

Também oriundo do MDB, David Rios anunciou sua filiação ao PSDB na noite da última sexta-feira (6). De acordo com fontes próximas ao deputado, David teria a vontade de permanecer na base do prefeito ACM Neto (DEM).

A filiação foi feita ao lado de lideranças do PSDB, como do presidente da direção estadual o deputado federal João Gualberto e o estadual Adolfo Viana.

Outro que entrou no PSDB foi o deputado estadual Marcell Moraes, oriundo do Partido Verde (PV). Moraes justificou que os tucanos também “defendem a defesa da vida animal”.

PPS perde dois

Vindo do PPS, o DEM recebeu também o deputado estadual Targino Machado, que alegou dificuldade de compor com as chapas de candidatos a deputado estadual, um caminho que lhe permitisse ser candidato sem criar traumas para as legendas da aliança. Outro que deixou a legenda foi Soldado Prisco, que se transferiu para o PSC.

PR também ganha quatro

Atualmente sem representação na Assembleia Legislativa da Bahia, o PR ganhou quatro deputados estaduais na janela partidária: Reinaldo Braga (que já passou pela legenda), Paulo Câmera, Vitor Bonfim e Marquinho Viana.

Aliado do governador Rui Costa (PT), o Partido da República chegou a negociar uma possível troca de lado para o grupo político do prefeito ACM Neto (DEM). No entanto, em cima da hora, a legenda permaneceu ao lado do petista, o que fez o democrata enterrar definitivamente os planos de disputar o governo do Estado.

Caso apoiasse uma candidatura de Neto, o PR seria contemplado com secretarias na prefeitura e teria entre seus novos filiados os deputados egressos do MDB.

Samuel Junior troca o PSC pelo PDT

O deputado estadual Samuel Junior confirmou nesta sexta-feira (6) sua saída da base do prefeito ACM Neto, com quem já havia declarado não ter muita proximidade e filiou-se ao Partido Democrático Trabalhista (PDT).

Após 8 anos no PSC, o parlamentar justificou a ida para o grupo liderado pelo deputado federal Félix Mendonça Júnior, “por enxergar uma melhor viabilidade política para sua reeleição e também para a eleição do amigo e pastor Alex Santana à uma vaga na Câmara Federal”.

PSC perde um e ganha e ganha três

Apesar de perder o deputado Samuel Junior, o PSC teve um saldo positivo. Nos últimos dias o partido recebeu as filiações dos deputados Soldado Prisco, que veio do PPS, Hildécio Meireles, que veio do MDB, e Sildevan Nóbrega, que veio do PRB.

Uldurico Junior deixa PV e assume o PPL

O deputado federal Uldurico Junior ingressou na sexta-feira (6) no Partido Pátria Livre (PPL). O parlamentar será o presidente estadual da sigla, mesmo cargo que ocupava no PV, seu antigo partido. Uldurico disse que busca ‘novos horizontes em sua vida política’ com a mudança.

No plano federal também o deputado Claudio Cajado trocou o Democratas pelo PP, sob a alegação de ser amigo do presidente nacional da nova casa, senador Ciro Nogueira (PP-PI). Outro que mudou foi Arthur Maia, que trocou o MDB pelo DEM.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: