História

Nira Guerreira, a ‘Rainha do arrocha’, é enterrada com homenagens em Salvador

A cantora Nira Guerreira, conhecida “rainha do arrocha”, que morreu um mês depois de descobrir um câncer de pulmão, foi enterrada em Salvador, na tarde desta terça-feira (10).

O sepultamento, com a presença de fãs, amigos e parentes, ocorreu no cemitério Bosque da Paz, no bairro de Nova Brasília.

Dezenas de pessoas foram ao local prestar as últimas homenagens à artista com faixas e cartazes. Alguns usavam camisas com a foto de Nira estampada. Antes do enterro, que ocorreu pouco depois das 16h, houve muitos aplausos e os fãs cantaram músicas gravadas por Nira.

A artista morreu na segunda-feira (9), quatro dias depois de completar 56 anos. Ela estava internada no Hospital Aristides Maltez, no bairro de Brotas, em Salvador.  O último show de Nira foi em fevereiro deste ano, antes do carnaval.

Artistas lamentaram

Artistas do arrocha lamentaram a morte de Nira Guerreira. O cantor Pablo lembrou da importância da carreira dela para popularizar o gênero arrocha no país.

“Quero deixar meus sentimentos a uma pessoa que foi muito importante no nosso meio artístico e no nosso estilo musical arrocha. Uma das pioneiras que começou cantando arrocha e tentando levar o arrocha ao Brasil. Meus pêsames, meus sentimentos a todos os amigos e familiares. Nira, que Deus a tenha em um bom lugar. Um abraço a todos”, afirmou.

A também cantora de arrocha Nara Costa destacou o legado que Nira deixa para a música. “Quero deixar meus sinceros cumprimentos pelo falecimento da nossa querida Nira Guerreira e deixar aqui a memória dela, de tudo que ela fez no movimento arrocha, pela profissional que ela era, pela pessoa simpática, amorosa, amiga, pela mulher, pela mãe que ela foi. Vá em paz, Nira. Ela deixa um legado maravilhoso para nós da música baiana”, destacou.

Silvano Salles também prestou solidariedade aos familiares, amigos e fãs da cantora. “Estou passando nesse exato momento para deixar meus pêsames aos familiares, amigos e fãs da cantora e compositora Nira Guerreira. Tivemos essa perda hoje e que Deus conforte o coração de todos”, disse o cantor Silvano Salles.

Em uma página usada pela cantora nas redes sociais, internautas também deixaram várias mensagens de pesar. ” Tô muito triste, pois ela é minha musa do arrocha”, escreveu uma fã. “Sem palavras para descrever oque estou sentindo. Perder alguém nunca vai ser facil”, disse uma sobrinha da cantora.

A cantora

Nira Guerreira é o nome artístico de Tenilra Menezes da Silva. A cantora, que tinha 26 anos de carreira, é conhecida como “rainha do arrocha” por ser uma das pioneiras do estilo musical, que surgiu na Bahia no início dos anos 2000.

Nira começou cantando seresta, mas migrou para o arrocha em 2001. Conforme a produção da artista, ela foi a primeira mulher a cantar o ritmo. Além de Nira, nomes como Pablo, Silvanno Salles e Nara Costa são grandes expoentes do arrocha na Bahia, desde o surgimento do ritmo.

Nas eleições de 2016, Nira Guerreira se candidatou a vereadora de Salvador, pelo Partido Trabalhista Nacional (PTN), e recebeu 170 votos, mas não foi eleita. Atualmente, ela seguia se apresentando em casas de shows da capital baiana.  (Por G1 BA / Foto: Reprodução/TV Bahia)

 

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: