História

Dono da Traffic, sócio da Globo, J. Hawilla morre em São Paulo

O empresário, advogado e jornalista José Hawilla, mais conhecido como J. Hawilla, morreu nesta sexta-feira, aos 74 anos. Dono da Traffic e conhecido pelo seu envolvimento na negociação dos direitos comerciais de grandes competições de futebol, ele estava internado em São Paulo e sofria com problemas respiratórios. A informação do seu falecimento foi confirmada pela TV TEM, rede de emissoras do empresário no interior paulista, e afiliada da Rede Globo.

Nos últimos anos, J. Hawilla teve participação direta na eclosão do escândalo de corrupção da Fifa que provocou a prisão de vários dirigentes, incluindo o então presidente da CBF, José Maria Marin, em 2015. Ele continua preso nos Estados Unidos. Na época, o empresário fez um acordo com a Justiça norte-americana para delatar irregularidades em contratos comerciais de várias competições, com o pagamento de subornos.

Na sua delação, então, Hawilla detalhou o esquema que envolvia dirigentes da Conmebol e da CBF, como Ricardo Teixeira e Marco Polo del Nero, ex-presidentes da confederação nacional, e os acordos por torneios como a Copa América, Libertadores e Copa do Brasil. Em troca, Hawilla não foi para uma cadeia, ficando detido em prisão domiciliar, além de ter pago uma elevada multa para a Justiça norte-americana.

J. Hawilla iniciou sua ligação com o esporte e com o jornalismo nos anos 1960, como repórter em São José do Rio Preto, no interior paulista. Depois, foi ampliando sua participação no esporte até transformar a Traffic na maior agência de marketing esportivo dentro do Brasil, com a empresa sendo detentora dos direitos comerciais e de transmissão de diversas competições.

Fora do mundo do esporte, entre outras ações, J. Hawilla fundou a rede de jornais Bom Dia, com presença em várias cidades do interior paulista, que foi fechada recentemente. Também criou a TV TEM, a partir da compra de algumas afiliadas da Rede Globo e da criação de outras emissoras, grupo que abrange canais em diferentes cidades e regiões do interior paulista. (Fonte: O Estado de S. Paulo).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: