Entretenimento

Novela ‘Jesus’ faz boa estreia na Record TV. A Globo que se cuide!

A Globo agiu corretamente ao promover, nos últimos dias, sucessivas chamadas nos intervalos para anunciar revelações em Segundo Sol ao longo desta semana. O novelão das 21h acaba de ganhar mais um concorrente no Ibope: Jesus estreou na terça-feira (24) como promessa de sucesso.

A nova produção da Record TV apresentou teledramaturgia consistente e efeitos especiais críveis. Uma impactante sequência do calvário, crucificação e morte de Jesus abriu o episódio. Introdução eficiente, com dose acertada de drama. Foi o único momento em que se viu Dudu Azevedo na pele do protagonista do Cristianismo.

A seguir, a trama voltou no tempo até o momento da criação do mundo. Depois avançou um pouco para mostrar a desgraça de Adão (com abdômen trincado) e Eva (beleza de top model) no Jardim do Éden, com direito a beijo na boca e corpos seminus.

Boa parte deste primeiro capítulo teve narração didática do rabino Simeão. Até quem nunca leu trecho algum da Bíblia pôde compreender a trama. O personagem é interpretado pelo hedonista Paulo César Pereio. O ator, de 77 anos, possui uma das vozes mais potentes da TV e da publicidade. Um timbre grave que representa o que seria a própria voz de Deus.

Os autores foram felizes ao transformar Maria, a futura mãe de Cristo, numa típica heroína de novela. Bastaram poucas cenas para mostrá-la como boa filha, mulher generosa e vítima de assédio sexual e da inveja alheia. Impossível o público não torcer por ela. Carismática, Juliana Xavier compôs uma Maria realista e expressiva.

Viu-se entre a atriz e o igualmente cativante Guilherme Dellorto, intérprete de José, a tal química imprescindível a um casal romântico da ficção. Houve beijos roubados, juras de amor ao luar e até uma pitadinha de ousadia. “O vestido (de noiva) está quase pronto… Só falta a roupa da noite”, comentou Maria, acanhada. “Com essa você nem precisa se preocupar”, disse um entusiasmado José.

O capítulo terminou com o anjo Gabriel (Raphael Sander), o mensageiro de Deus, anunciando a Maria que ela dará à luz a um menino chamado Jesus. Bom desfecho para criar expectativa.

Universal, a história de Cristo é uma novela pronta. Há tragédias, passagens de grandiosidade visual, mocinhos e vilões, e um final apoteótico.

Jesus pode gerar os resultados de audiência e repercussão que a Record TV tanto precisa para repetir o triunfo de Os Dez Mandamentos (2015-2016). Mas se quer voltar a incomodar a todo-poderosa Globo precisa antes superar os índices da bem-sucedida As Aventuras de Poliana, do SBT.

Tomara que a qualidade da estreia se repita nos próximos capítulos. O telespectador merece – e Jesus também.

(Exibição de segunda a sexta às 20h45. Novela escrita por Paula Richard e Camilo Pellegrini, Joaquim Assis, Larissa Oliveira, Meuri Luiza, Natalia Piserni, Natalia Sambrini, Rodrigo Ribeiro e Vitor de Oliveira. Colaboração e Pesquisa: Irene Bosisio. Consultoria: Maurício Santos, Marcio Sant’anna e José Lúcio. Supervisão de texto: Cristiane Cardoso. Direção: Edgard Miranda, Leonardo Miranda, Rudi Lugmem, Roberto Bomtempo e Ajax Camacho. Direção geral: Edgard Miranda. Direção de teledramaturgia: Anderson Souza) Informações Portal Terra.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: