História

Corpo de brasileira morta na Nicarágua é sepultado em Recife

O corpo da estudante Raynéia Gabrielle Lima, morta em Manágua, capital da Nicarágua, no último dia 23 de julho, foi sepultado por volta das 11h desta sexta-feira (3) no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife (RMR), Pernambuco.

Durante o velório, ocorrido também esta manhã, o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, afirmou que a morte da pernambucana foi um “atentado político”. Ele acrescentou que vai exigir explicações mais claras do governo do país da América Central para justificar o assassinato.

“Temos uma visão nítida de que isto foi um atentado político, foi um ato de terrorismo, literalmente. Mataram uma médica porque ela estava trabalhando. Isso é típico de estados totalitários e por isso a versão oficial que querem nos dar não nos satisfaz”, afirmou o secretário.

O Governo de Pernambuco entrará, junto ao Ministério das Relações Exteriores, com uma representação na Corte Interamericana de Direitos Humanos, órgão judicial autônomo com sede na Costa Rica, segundo Pedro Eurico. “Vamos exigir que sejam explicados os fatos e razões. Há testemunhas; o namorado vinha no carro atrás. Ou seja, tem gente que assistiu a tudo”, acrescentou.

Ainda de acordo com o secretário, o Governo de Pernambuco irá fazer todos os esforços necessários para esclarecer por completo a morte da estudante. “Esperamos que o Governo Federal assuma essa questão porque não podemos deixar esse crime impune”, finalizou Pedro Eurico. (Informações da Folha de Pernambuco).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: