Eleições 2018

Números do Datafolha sinalizam o 2º turno entre Bolsonaro e Ciro

A pesquisa do Datafolha, publicada hoje pelo O Globo e divulgada na noite de ontem pela TV Globo e Globonews, sinaliza, interpretando-se os números que ela expõe, que, se as eleições fossem hoje, o segundo turno seria decidido entre Jair Bolsonaro e Ciro Gomes. Reportagem de Fernanda Krakovics, edição de hoje de O Globo, destaca com bastante clareza os números assinalados no levantamento. A matéria confronta os índices registrados na pesquisa que antecedeu a esta com os resultados d agora.

O número de votos brancos e nulos, como era esperado, desceu de 22 para 15%. O grau de indecisão encontra-se na escala de 16 pontos.  A meu ver, a tendência dos indecisos, no fundo deve se voltar para os que lideram as tendências atuais.

APENAS CINCO – Ficou claro também que além de Bolsonaro, Ciro, Marina, Alckmin e Haddad, os demais candidatos não têm qualquer possibilidade de êxito. Alvaro Dias, Amoedo, Meirelles cada um alcança 3 pontos. Surpreende a posição de Amoedo que iguala a de um senador e também ao ex-ministro da Fazenda. Vamos aos números principais.

Bolsonaro subiu de 22 para 24%, assegurando no dia 7 de outubro seu passaporte para o desfecho final no dia 28 do próximo mês. Fica a indagação quem o enfrentará.

Na minha interpretação, o adversário, mantida a tendência de hoje, seria Ciro Gomes que subiu de 10 para 13%. Marina Silva, de acordo com o Datafolha caiu de 16 para 11%. Alckmin avançou de 9 para 10. Fernando Haddad progrediu de 4 para 9. Marina Silva foi projetada numa escala descendente, enquanto Ciro e Haddad apresentaram avanço.

DISCREPÂNCIA – É preciso assinalar, contudo, que os números do Datafolha não coincidem com o último quadro divulgado pelo IBOPE. Principalmente quanto a Marina Silva. Porém, a amostra do Datafolha baseia-se em levantamento mais recente e abrangeu mais de 2.800 pessoas, quase o dobro da que foi realizada pelo Instituto presidido por Carlos Augusto Montenegro.

O enigma continua sendo Fernando Haddad. Seu avanço foi sensível e cabe a pergunta sobre qual será seu teto, depois que Lula formalizar expressamente seu apoio a ele. Embora isso possa não ocorrer, tais as diversificações do comportamento do ex-presidente que ainda sonha numa eventual e absolutamente improvável candidatura. Não fosse o inverno de hoje poderíamos dizer que não passava de um sonho de uma noite de verão. É a única interrogação que está atingindo o eleitorado brasileiro.

CIRO E LULA – Mas vale acentuar um aspecto: de todos os candidatos aquele que menos interessa a Lula é Ciro Gomes. Porque isso?

Porque sua vitória possível significará o fim da liderança de Lula junto ao PT. Cabe frisar ainda uma situação. Bolsonaro forte no primeiro turno, é batido por Ciro, Marina, Alckmin no segundo. E no segundo, para concluir, empataria com Haddad. Vale a pena ler a reportagem em O Globo. (Pedro do Coutto / Tribuna da Internet).

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: