Esporte

Copa do Brasil: Cruzeiro bate Palmeiras e tem vantagem na semifinal; Flamengo e Corinthians empatam

O Cruzeiro venceu mais uma vez fora de casa pela Copa do Brasil. Assim como nas fases anteriores, quando bateu Atlético-PR e Santos fora de seus domínios, o time celeste iniciou a semifinal com triunfo por 1 a 0 sobre o Palmeiras. O único gol da Raposa no jogo do Allianz Parque, em São Paulo, foi marcado pelo atacante Hernán Barcos aos 4 minutos do primeiro tempo. Robinho foi o responsável pela assistência perfeita ao argentino.

Além dos resultados expressivos fora de casa na competição nacional, o Cruzeiro também já mostrou força como visitante na Copa Libertadores de 2018. Nas oitavas de final, o time celeste bateu o Flamengo por 2 a 0 no Maracanã. O resultado garantiu a classificação celeste às quartas, uma vez que no compromisso em Belo Horizonte os mineiros foram derrotados por 1 a 0.

O segundo e decisivo duelo entre Cruzeiro e Palmeiras, que definirá quem seguirá para a decisão da Copa do Brasil, está marcado para 26 de setembro, às 21h45, no Mineirão, em Belo Horizonte. Como venceu em São Paulo, a equipe de Mano Menezes poderá até empatar para avançar. Antes disso, o time celeste terá pela frente dois compromissos pelo Campeonato Brasileiro, contra Atlético (16/09) e Santos (23/09), e o duelo de ida das quartas de final da Copa Libertadores. Na próxima quarta-feira, dia 19, os celestes visitam o Boca Juniors, em Buenos Aires, pelo torneio sul-americano. A partida na Bombonera também será às 21h45.

Flamengo e Corinthians empatam

No outro jogo da Semifinal, o Flamengo empatou em 0 a 0 com o Corinthians no Maracanã. O time carioca voltou a sentir a falta de um futebol objetivo.

A dificuldade rubro-negra em decidir partidas traz à tona um dilema bem-humorado que fez sucesso em peça publicitária nos anos 90, mas não tem a menor graça para o torcedor que acompanhou o empate sem gols com o Corinthians pela semifinal da Copa do Brasil.

O script é repetitivo, tem sido a marca do Flamengo depois da Copa do Mundo, desde a saída de Vinícius Júnior, e nem o “roteirista” Maurício Barbieri, nem seus atores principais têm sido capazes de criar uma história diferente. A exibição contra o Timão fez o Rubro-Negro repetir a teoria do arame liso: cerca, mas não faz mal ao adversário. (Fontes: Estado de Minas e Globo.com).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: