Eleições 2018

BTG Pactual: Bolsonaro tem 59% e Haddad 41% dos votos válidos

O BTG Pactual divulgou, nesta segunda-feira, pesquisa sobre o segundo turno das eleições presidenciais em que o candidato Jair Bolsonaro, do PSL, aparece com 59% e Fernando Haddad, do PT, com 41% dos votos válidos.

O levantamento foi realizado pelo Instituto FSB Pesquisa, que entrevistou, por telefone, dois mil eleitores com idade a partir de 16 anos nas 27 Unidades da Federação. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, e o intevalo de confiança é de 95%.

Realizada nos dias 13 e 14 de outubro, a pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-07950/2018.

O instituto mediu também a intenção de voto dos eleitores. Nesse cenário, em pesquisa estimulada, Bolsonaro tem 51% e Haddad, 35%.

Rejeição

O levantamento mediu também o índice de rejeição dos canditatos: 38% disseram não votar de jeito nenhum em Bolsonaro, enquanto 53% não votariam de jeito nenhum em Haddad.

A pesquisa ainda perguntou aos entrevistados em quem eles poderiam votar. Nesse cenário, Bolsonaro aparece com 54% e Haddad tem 39%. Outros 8% reponderam não conhecer o candidato do PSL, e 7% disseram não conhecer o petista.

Razões do voto

O instituto fez ainda a seguinte pergunta aos entrevistados: “você vai votar em Jair Bolsonaro/Fernando Haddad porque acredita que ele é a melhor opção ou vai votar nele porque quer impedir a vitória de Fernando Haddad/Jair Bolsonaro?”

Entre os que acham que é a melhor opção, 84% responderam Bolsonaro e 78% falaram Haddad. Já entre os que querem impedir a vitória do outro candidato, 15% votarão em Haddad por esse motivo e 10% em Bolsonaro. Outros 6% não sabem e 7% não responderam.

O instituto verficou também a possibilidade de voto útil entre eleitores que disseram que não votariam em nenhum dos dois candidatos, incluindo quem informou que votará em branco ou nulo, não sabe ou não respondeu.

Nesse cenário, 27% disseram que votariam em um dos candidatados para evitar a vitória de outro. Já 66% responderam que não votariam em Bolsonaro ou Haddad para evitar que um deles vença as eleições.

Entre os que dissseram que votariam em um dos candidatos para impedir que outro seja eleito, 58% manifestaram voto em Bolsonaro e 35% em Haddad. Outros 7% não sabem ou não responderam.

Decisão de voto

A pesquisa perguntou também aos entrevistados se a decisão de votar é definitiva ou ainda pode mudar até o dia da eleição. Entre os que disseram que a decisão é definitiva, 94% votam em Bolsonaro e 89% em Haddad. Dos que não votam em nenhum dos candidatos, 76% reponderam que a decisão é definitiva. Já entre os que manifestaram votar nulo ou em branco, 69% estão convictos do voto. (Estado de Minas).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: