Política

Ciro retorna da Europa amanhã e aliados organizam recepção

Amigos e aliados políticos do ex-governador Ciro Gomes (PDT)  organizam uma recepção ao candidato derrotado à Presidência da República, na noite de sexta-feira (26), quando Gomes retorna da Europa. Em um grupo de mensagens no WhatsApp criado por um correligionário, o senador eleito Cid Gomes (PDT), convida a todos para irem até o Aeroporto de Fortaleza, receber o seu irmão e “iniciar a luta por Ciro 2022”.

“Vamos juntar amigos, deputados e prefeitos para recepcionar o Ciro no aeroporto. Queremos que ele se sinta bem ao voltar para casa afinal, Ciro ficou muito machucado com o desdobramento do 1º turno das eleições. Ele é uma liderança forte no Ceará, candidato pela terceira vez à Presidência da República, o que demonstra o seu compromisso com o Ceará e com o Brasil. É apenas um ato de apoio e solidariedade”, afirma o deputado Sarto Nogueira (PDT).

Apoio

Candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes terminou o 1º turno das eleições em terceiro lugar, com mais de 13 milhões de votos, menos da metade dos mais de 30 milhões de Fernando Haddad (PT). O segundo colocado, Jair Bolsonaro (PSL) teve quase 50 milhões de votos. Antes da viagem, Ciro Gomes declarou um apoio discreto a Fernando Haddad, sem participação na campanha ou na composição de um eventual governo petista. A decisão foi classificada por Carlos Lupi, presidente do PDT, como meramente “institucional”. Em nota, o PDT anunciou um “apoio crítico” ao petista “para evitar a vitória das forças mais reacionárias e atrasadas do Brasil e a derrocada da democracia”.

Logo após o resultado das urnas, Ciro Gomes já adiantava que não se manteria neutro na disputa do 2º turno. “Minha história de vida é uma história de vida de defesa da democracia e contra o fascismo. Ele não, sem dúvida”, afirmou.  Mas a relação de Ciro Gomes com o PT começou a estremecer antes do início da campanha eleitoral, quando o PT – para isolar Ciro da disputa –  costurou uma aliança com o PSB e renunciou a candidaturas próprias com o intuito de evitar o apoio a Ciro de seus antigos companheiros de partido no Nordeste. Ciro Gomes foi filiado ao PSB de 2005 a 2013. Com isso, Ciro ficou com menos tempo na TV e perdeu apoios na região, ganhando apenas no Ceará. (Fonte: Diário do Nordeste).

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top
%d blogueiros gostam disto: